Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Contribuições da língua portuguesa e das línguas africanas quicongo e bini para a constituição do crioulo sãotomense (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARRETTO, MARCUS VINICIUS KNUPP - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Subjects: LÍNGUA PORTUGUESA; LÍNGUAS AFRICANAS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desta dissertação é apresentar e discutir alguns processos fonológicos de adição e subtração de elementos (metaplasmos) na língua sãotomense. Neste trabalho, faremos uma comparação entre as contribuições das línguas portuguesa, quicongo e bini. Entre os séculos XV e XVI, diversas línguas nasceram do contato entre europeus e povos da África, Ásia e América. Chamadas de pidgins e crioulos, essas línguas contam com contribuições linguísticas da língua do povo dominador (língua de superstrato) e com contribuições da(s) língua(s) do(s) povo(s) dominado(s) (língua(s) de substrato). O sãotomense, língua falada atualmente na República de São Tomé e Príncipe, é uma dessas línguas, classificada como crioulo de base portuguesa, e conta com o português seiscentista como língua de superstrato e com línguas africanas, dentre elas o quicongo e o bini como línguas de substrato. Ao longo deste trabalho, analisaremos algumas das influências das línguas de substrato e superstrato na constituição do sãotomense. As contribuições das línguas de superstrato estão, majoritariamente, relacionadas à composição do léxico e as das línguas de substrato na fonologia, morfologia e sintaxe, embora também haja traços inovadores. No caso do sãotomense, as palavras portuguesas, ao entrarem no léxico do sãotomense, sofreram metaplasmos para se adequar à estrutura das línguas africanas dos primeiros falantes, sem, contudo, evitar que a língua portuguesa também contribuísse para aconstituição da fonologia do sãotomense. Uma das contribuições do quicongo na fonologia do sãotomense é o lambdacismo transformação de [r] em [l] durante o processo de empréstimos, enquanto a língua portuguesa contribuiu com a eliminação do sistema tonal, presente em quicongo e bini, mas não em português.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.02.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH20900039676T BARRETTO, M. V. K. 2008
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARRETTO, Marcus Vinicius Knupp; ARAÚJO, Gabriel Antunes de. Contribuições da língua portuguesa e das línguas africanas quicongo e bini para a constituição do crioulo sãotomense. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-01092009-115644/ >.
    • APA

      Barretto, M. V. K., & Araújo, G. A. de. (2009). Contribuições da língua portuguesa e das línguas africanas quicongo e bini para a constituição do crioulo sãotomense. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-01092009-115644/
    • NLM

      Barretto MVK, Araújo GA de. Contribuições da língua portuguesa e das línguas africanas quicongo e bini para a constituição do crioulo sãotomense [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-01092009-115644/
    • Vancouver

      Barretto MVK, Araújo GA de. Contribuições da língua portuguesa e das línguas africanas quicongo e bini para a constituição do crioulo sãotomense [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-01092009-115644/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: