Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Abelhas solitárias nidificantes em ninhos-armadilha em quatro áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CORDEIRO, GUARACI DURAN - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: ABELHAS (ESTUDO COMPARATIVO); ENTOMOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Abelhas solitárias que utilizam cavidades pré-existentes têm sido estudadas através da técnica de ninhos-armadilha. O presente trabalho teve como objetivo amostrar esta fauna de abelhas em quatro áreas sob o Domínio de Mata Atlântica no estado de São Paulo: Estação Biológica de Boracéia, Parque das Neblinas, Parque Estadual de llhaBela e Parque Estadual da Serra da Cantareira no período entre março/07 a fevereiro/08. Os ninhos-armadilha foram feitos com tubos de cartolina de três tamanhos que foram introduzidos em blocos de madeira, além de tubos de bambu com tamanhos variados. As armadilhas foram inspecionadas mensalmente, e cada ninho fundado foi retirado e na cavidade um novo tubo vazio foi recolocado. Os ninhos retirados foram levados para o laboratório, onde foram acompanhadas as emergências dos adultos. Nas quatro áreas de estudo 762 ninhos foram fundados por abelhas. Deste total em 504 ninhos registramos emergências dos ocupantes, no restante dos ninhos (258) ocorreu mortalidade total dos indivíduos. A causa principal diagnosticada da mortalidade dos imaturos .foi a presença de fungos. A Ilhabela foi a área com o maior número de ninhos fundados (269), seguido por Boracéia (123), Cantareira (87) e Parque das Neblinas (25). Os ninhos foram fundados por 11 espécies de abelhas representantes de três famílias, Apidae (5), Megachilidae (5) e Colletidae (1). Além das fundadoras, seis espécies de abelhas cleptoparasitas das famílias Megachilidae (4) e Apidae(2) emergiram dos ninhos. Apesar da maior riqueza de espécies (8) Ilhabela ficou em segundo lugar quanto aos índices de diversidade, provavelmente devido a dominância de Tetrapedia diversipes Klug. Nos ninhos ocorreram espécies de parasitas não-abelhas representantes de Coleoptera, Diptera e Hymenoptera. A espécie dominante nas quatro áreas de estudo foi Tetrapedia diversipes. Em geral, o período com maior número de nidificações correspondeu aos meses mais quentes e chuvosos do ano
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.07.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800030212Cordeiro, Guaraci Duran
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORDEIRO, Guaraci Duran; SANTOS, Isabel Alves dos. Abelhas solitárias nidificantes em ninhos-armadilha em quatro áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Cordeiro, G. D., & Santos, I. A. dos. (2009). Abelhas solitárias nidificantes em ninhos-armadilha em quatro áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cordeiro GD, Santos IA dos. Abelhas solitárias nidificantes em ninhos-armadilha em quatro áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo. 2009 ;
    • Vancouver

      Cordeiro GD, Santos IA dos. Abelhas solitárias nidificantes em ninhos-armadilha em quatro áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: