Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos do tamoxifeno e seus metabólitos na reatividade vascular (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MONTENEGRO, MARCELO FREITAS - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: FARMACOLOGIA MÉDICA; SISTEMA CARDIOVASCULAR; ÓXIDO NÍTRICO
  • Language: Português
  • Abstract: O tamoxifeno é um antiestrogênico largamente utilizado no tratamento e prevenção do câncer de mama. Entretanto, vários estudos epidemiológicos têm demonstrado sua capacidade de reduzir significativamente o risco de doenças cardiovasculares, ao mesmo tempo em que aumenta os riscos de trombose. As causas desses efeitos ambíguos do tamoxifeno permanecem desconhecidas. Neste trabalho, objetivamos testar a hipótese de que esses diferentes efeitos cardiovasculares do tamoxifeno poderiam ser resultantes da ação de seus diferentes metabólitos: 4-hidroxi-tamoxifeno n-desmetil-tamoxifeno e o recém caracterizado endoxifeno. Esta hipótese baseou-se no conhecimento de que o tamoxifeno é extensamente metabolizado por enzimas do sistema citocromo P450, as quais produzem os referidos metabólitos, que possuem atividade farmacológica superior ao próprio tamoxifeno. Para testar esta hipótese, estudamos os efeitos do tratamento com tamoxifeno ou seus metabólitos na reatividade vascular do trem posterior de ratos, além de diferentes parâmetros bioquímicos, que poderiam indicar ação benéfica ou deletéria destes metabólitos na função endotelial, tais como os níveis de nitratos e nitritos e o estresse oxidativo, além da atividade de enzimas envolvidas no controle e produção de espécies reativas do oxigênio, como a atividade da superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase e NADPH oxidase. Adicionalmente, avaliamos os possíveis efeitos agudos induzidos pelo tamoxifeno eseus metabolitos em anéis de aorta, utilizando técnicas de órgão isolado, bem como os possíveis mecanismos envolvidos em tais efeitos. Os resultados mostraram que enquanto o tratamento com tamoxifeno promoveu uma redução no vasorelaxamento dependente do endotélio, o tratamento com seus metabólitos n-desmetil-tamoxifeno, 4-hidroxi-tamoxifeno e endoxifeno promoveu melhoras significativas no mesmo parâmetro, avaliado em um importante leito vascular de resistência, o trem posterior de ratos. O tratamento com tamoxifeno aumentou o estresse oxidativo e diminuiu os níveis de metabólitos do NO, enquanto seus metabólitos mostraram-se antioxidantes sem afetar significativamente os níveis de metabólitos do NO. Por fim, assim como o tamoxifeno, os metabólitos n-desmetil-tamoxifeno, 4-hidroxi- tamoxifeno e endoxifeno induziram vasorelaxamento agudo de anéis de aorta contraídos, sendo que a amplitude do vasorelaxamento foi superior para os metabólitos n-desmetil- tamoxifeno e endoxifeno. Os resultados obtidos nesse estudo sugerem que os metabólitos do tamoxifeno exercem efeitos diferenciados aos do tamoxifeno, o que poderia explicar, ao menos em parte, os diferentes achados descritos para o uso do tamoxifeno
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.07.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200037634Montenegro, Marcelo Freitas
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTENEGRO, Marcelo Freitas; SANTOS, José Eduardo Tanus dos. Efeitos do tamoxifeno e seus metabólitos na reatividade vascular. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Montenegro, M. F., & Santos, J. E. T. dos. (2009). Efeitos do tamoxifeno e seus metabólitos na reatividade vascular. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Montenegro MF, Santos JET dos. Efeitos do tamoxifeno e seus metabólitos na reatividade vascular. 2009 ;
    • Vancouver

      Montenegro MF, Santos JET dos. Efeitos do tamoxifeno e seus metabólitos na reatividade vascular. 2009 ;