Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Detecção de microorganismos periodontopatogênicos gram-negativos e quantificação de endotoxina em bráquetes metálicos, com ou sem utilização de agente antimocrobiano - estudo in vivo (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VALDEZ, REMBERTO MARCELO ARGANDOÑA - FORP
  • USP Schools: FORP
  • Sigla do Departamento: 807
  • Subjects: BRAQUETE ORTODÔNTICO (PATOGENICIDADE); ENDOTOXINAS; AGENTES ANTIMICROBIANOS
  • Language: Português
  • Abstract: Empregando a técnica de biologia molecular Checkerboard DNA-DNA Hybridization e o teste Limulus Amebocyte Lysate, os objetivos do presente estudo clínico randomizado in vivo foram avaliar, em bráquetes ortodônticos metálicos: 1) A presença de 16 espécies de microrganismos periodontopatogênicos Gram-negativos pertencentes aos complexos laranja e vermelho, por meio de sondas de DNA; 2) A quantidade de endotoxina bacteriana presente; e 3) A eficácia da utilização do gluconato de clorexidina a 0,12%, sob a forma de bochechos, na redução da contaminação pelas 16 espécies de microrganismos periodontopatogênicos Gram-negativos e na redução da quantidade de endotoxina bacteriana. Participaram do estudo 33 pacientes de 11 a 33 anos de idade, em tratamento com aparelho ortodôntico fixo, nos quais foram colocados randomicamente 3 bráquetes metálicos novos nos pré-molares. Os pacientes do Grupo Controle (n=17) fizeram 2 bochechos semanais com solução placebo, durante 30 dias. Os pacientes do Grupo Experimental (n=16) fizeram bochechos com solução à base de gluconato de clorexidina a 0,12% (Periogard®), da mesma forma que o grupo Controle. Decorridos 30 dias, os 3 bráquetes foram removidos de cada paciente e processados para a detecção dos microrganismos, pela técnica Checkerboard DNA-DNA Hybridization, e para a quantificação da endotoxina bacteriana por meio do teste Limulus Amebocyte Lysate. Os resultados obtidos foram analisados por meio dos testes não-paramétricos deKruskal-Wallis, Mann-Whitney e pós-teste de Dunn, utilizando os softwares SAS e Graphpad Prism. O nível de significância adotado foi de 5%. De acordo com os resultados obtidos, observou-se que todos os bráquetes dos pacientes do Grupo Controle encontravam-se densamente contaminados pelos microrganismos avaliados. Nesse grupo, as espécies bacterianas do complexo laranja apresentaram-se em maiores quantidades, em relação às espécies do complexo vermelho (p<0,01). A mediana da quantidade de endotoxina para este grupo foi de 0,6673 EU/ml. Quando comparado ao grupo Controle, observou-se que o número total de microrganismos no grupo Experimental foi estatisticamente menor, com mediana de 29.150.000 no grupo Controle e de 13.130.000 no grupo Experimental (p=0,01). Quando os microrganismos foram avaliados por complexos, foi observada diferença estatisticamente significante entre os grupos Controle e Experimental para o complexo laranja (p=0,04), com contagens menores de bactérias após os bochechos com clorexidina. Por outro lado, observou-se que a quantidade de endotoxina no grupo Experimental foi maior, com mediana de 1,2199 EU/ml (p=0,02). Concluiu-se que os bochechos com solução de gluconato de clorexidina a 0,12% podem ser úteis, na prática clínica, com a finalidade de reduzir os níveis de microrganismos periodontopatogênicos Gram-negativos, em pacientes portadores de aparelhos ortodônticos fixos. No entanto, em função do aumento daquantidade de endotoxina bacteriana após o uso dos bochechos com clorexidina, estudos adicionais são necessários com a finalidade de desenvolver procedimentos clínicos ou agentes antimicrobianos que tenham ação sobre a endotoxina presente nos bráquetes metálicos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.07.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALDEZ, Remberto Marcelo Argandoña; NELSON-FILHO, Paulo. Detecção de microorganismos periodontopatogênicos gram-negativos e quantificação de endotoxina em bráquetes metálicos, com ou sem utilização de agente antimocrobiano - estudo in vivo. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-02092009-164923/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Valdez, R. M. A., & Nelson-Filho, P. (2009). Detecção de microorganismos periodontopatogênicos gram-negativos e quantificação de endotoxina em bráquetes metálicos, com ou sem utilização de agente antimocrobiano - estudo in vivo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-02092009-164923/?&lang=pt-br
    • NLM

      Valdez RMA, Nelson-Filho P. Detecção de microorganismos periodontopatogênicos gram-negativos e quantificação de endotoxina em bráquetes metálicos, com ou sem utilização de agente antimocrobiano - estudo in vivo [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-02092009-164923/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Valdez RMA, Nelson-Filho P. Detecção de microorganismos periodontopatogênicos gram-negativos e quantificação de endotoxina em bráquetes metálicos, com ou sem utilização de agente antimocrobiano - estudo in vivo [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-02092009-164923/?&lang=pt-br

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: