Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Potencial evocado auditivo de estado estável em crianças com dislexia e com transtorno de processamento auditivo (central) (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SIMÕES, MARIANA BUNCANA - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: POTENCIAIS EVOCADOS; PERCEPÇÃO AUDITIVA; DISLEXIA; CRIANÇAS
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável (PEAEE) é um teste eletrofisiológico que avalia, entre outros fatores, o phase locked. Para se chegar a uma resposta mais próxima da função auditiva e não do limiar comportamental do sujeito, a pesquisa do PEAEE pode ser realizada utilizando a freqüência de modulação de 46 Hz. Outra forma de avaliar a função auditiva central é por meio da avaliação comportamental do Processamento Auditivo Central (PA(C)). Um indivíduo que é portador do Transtorno do Processamento Auditivo (Central) (TPA(C)) apresenta dificuldade em lidar com as informações que chegam pela audição, podendo manifestar prejuízos quanto à fala, leitura, escrita e linguagem e apresentar dificuldades de aprendizagem como um todo. Dificuldade nas habilidades de leitura e escrita também aparece em outras alterações, tais como a Dislexia. Nesta pesquisa foi realizado o estudo dos processos da audição (tanto de maneira comportamental quanto eletrofisiológica) em dois grupos de sujeitos, sendo um com Dislexia e TPA(C) e um com TPA(C), comparados a um grupo com desenvolvimento típico. OBJETIVOS: O objetivo geral deste estudo foi analisar e comparar as respostas obtidas pelo PEAEE em crianças com TPA(C) com e sem Dislexia, comparando-as a um grupo controle. MÉTODOS: Participaram do estudo 20 indivíduos com desenvolvimento típico (Grupo Controle), 20 indivíduos com Transtorno de Processamento Auditivo (Grupo TPA (C)) e 20indivíduos com Dislexia (Grupo Dislexia) com idades entre 7 e 12 anos. Todos os indivíduos foram submetidos à avaliação PA(C) e à gravação do PEAEE. RESULTADOS: Na avaliação do PA(C), foram encontrados resultados piores nos testes de Fala com Ruído e Dicótico de Dígitos no grupo TPA(C) do que no grupo Dislexia. No PEAEE, as menores médias foram observadas no grupo Controle e as médias nos grupos Dislexia e TPA (C) foram próximas. CONCLUSÕES: Crianças com TPA(C) e Dislexia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.09.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700067987FM W4.DB8 SP.USP FM-1 S615po 2009
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SIMÕES, Mariana Buncana; SCHOCHAT, Eliane. Potencial evocado auditivo de estado estável em crianças com dislexia e com transtorno de processamento auditivo (central). 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-05022010-163324/ >.
    • APA

      Simões, M. B., & Schochat, E. (2009). Potencial evocado auditivo de estado estável em crianças com dislexia e com transtorno de processamento auditivo (central). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-05022010-163324/
    • NLM

      Simões MB, Schochat E. Potencial evocado auditivo de estado estável em crianças com dislexia e com transtorno de processamento auditivo (central) [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-05022010-163324/
    • Vancouver

      Simões MB, Schochat E. Potencial evocado auditivo de estado estável em crianças com dislexia e com transtorno de processamento auditivo (central) [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-05022010-163324/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: