Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito do treinamento da musculatura inspiratória na atividade simpática, hemodinâmica e qualidade de vida de pacientes com miocardiopatia hipertensiva (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MELLO, PRISCILA RAULICKIS DE - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: MÚSCULOS DO SISTEMA RESPIRATÓRIO; INSUFICIÊNCIA CARDÍACA; SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Pacientes com Insuficiência Cardíaca (IC) e fraqueza da musculatura inspiratória (FMI) apresentam limitação na realização de atividades da vida diária devido à dispnéia e cansaço. Objetivo. Avaliar em pacientes com miocardiopatia hipertensiva e FMI o efeito do TMI sobre a força e resistência dos músculos respiratórios, bem como na atividade simpática, hemodinâmica e a qualidade de vida. Métodos. Vinte e sete pacientes foram alocados em seqüência em dois grupos: Grupo Controle (não realizavam o treinamento) e Grupo TMI. Os pacientes incluídos no Grupo TMI participaram de um programa de exercícios respiratórios com o Threshold Inspiratório durante 12 semanas, sete sessões por semana com duração de 30 minutos por sessão, com carga de 30% da pressão inspiratória máxima (Pimáx) de repouso, ajustada mensalmente. Antes e após 12 semanas ambos os grupos foram avaliados quanto a Pimáx de repouso, variáveis hemodinâmicas em repouso: pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD), freqüência cardíaca (FC), resistência vascular periférica (RVP) e débito cardíaco (DC); capacidade funcional cardiorrespiratória: consumo de oxigênio (VO2), quociente respiratório de produção de gás carbônico (VCO2), limiar anaeróbio (LA), ponto de compensação respiratório (PCR) e duração da atividade física, atividade simpática nervosa periférica (ANSP- microneurografia) e central (variabilidade da FC- componentes LF e HF), fluxo de sangue para o antebraço (FSA) e qualidade de vida(Questionário de Minessota). Resultados. Após 12 semanas não foram encontradas alterações significativas em qualquer parâmetro avaliado nos pacientes incluídos no Grupo Controle. Nos pacientes alocados no Grupo TMI foi possível observar alterações significativas nos seguintes parâmetros: aumento da Pimáx (basal 59,2 cmH2O 4,9 vs pós 87,5cmH2O 6,5); aumento do VO2 pico (14,4 ml/kg/min 1,03 vs 18,9 ml/kg/min 1,16); diminuição do VE/VCO2 pico (35,8 ml/kg/min 0,4 vs 32,5 ml/kg/min 0,8); diminuição do componente LF em valor absoluto (607,18 mms2 153,9 vs 263,51 mms2 53,6), e do componente LF em valor normalizado (6,18 mms2 1,7 vs 5,04 mms2 1,1) e aumento do componente HF em valor absoluto (48,41 mms2 4,4 vs 56,7 mms2 4,4); diminuição da ANSP (37,1 3 disparos /min. vs 29,5 2,3 disparos por minuto) e diminuição na pontuação nos domínio físico (20,2 pontos 3,5 vs 7,6 pontos 2,2) e geral (23,6 pontos 3,8 vs 9,2 pontos 2,4) do Questionário de Minessota. Conclusão. O TMI correlacionou-se com o aumento de força e resistência dos músculos respiratórios, melhora da capacidade cardiorrespiratória, diminuição da atividade simpática central e periférica, acarretando uma melhora na qualidade de vida de pacientes com IC hipertensiva. O TMI pode ser considerado um método seguro, prático e eficaz e uma alternativa no tratamento de pacientes com IC de etiologia hipertensiva )
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.09.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700067963FM W4.DB8 SP.USP FM-2 M48ef 2009
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELLO, Priscila Raulickis de; COLOMBO, Fernanda Marciano Consolim. Efeito do treinamento da musculatura inspiratória na atividade simpática, hemodinâmica e qualidade de vida de pacientes com miocardiopatia hipertensiva. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-19022010-143043/ >.
    • APA

      Mello, P. R. de, & Colombo, F. M. C. (2009). Efeito do treinamento da musculatura inspiratória na atividade simpática, hemodinâmica e qualidade de vida de pacientes com miocardiopatia hipertensiva. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-19022010-143043/
    • NLM

      Mello PR de, Colombo FMC. Efeito do treinamento da musculatura inspiratória na atividade simpática, hemodinâmica e qualidade de vida de pacientes com miocardiopatia hipertensiva [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-19022010-143043/
    • Vancouver

      Mello PR de, Colombo FMC. Efeito do treinamento da musculatura inspiratória na atividade simpática, hemodinâmica e qualidade de vida de pacientes com miocardiopatia hipertensiva [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-19022010-143043/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: