Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Significados de acidentes na infância na perspectiva de educadores (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARVALHO, ELISABETH LORENZON DE - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: ACIDENTES; INFÂNCIA; ESCOLAS; PSICOLOGIA SOCIAL
  • Language: Português
  • Abstract: Acidente é definido como "todo evento não intencional e evitável" causador de "lesões físicas e/ou emocionais" podendo ocorrer em qualquer ambiente: doméstico, escolar, de trânsito, entre outros. O conceito atual de acidente ressalta o seu caráter previsível, apontando para a possibilidade de prevenção. Os acidentes na infância se configuram como um problema de grande proporção para a Saúde Pública. Estudos mostram que, embora a maioria dos acidentes com crianças aconteça em casa, a escola também tem sido palco de muitas dessas ocorrências. Nos EUA, pesquisas mostram que, a cada ano, 3,7 milhões de crianças sofrem acidentes não fatais nas escolas, revelando um quadro preocupante com relação ao fenômeno. No Brasil, onde o interesse pelo tema é recente, existem poucos estudos sobre o assunto. O objetivo da presente pesquisa foi investigar as representações sociais de acidentes na infância produzidas por educadores que trabalham com crianças em escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental no município de Ribeirão Preto-SP e região. Os sujeitos participantes da pesquisa foram do sexo feminino, estudantes do curso de graduação em Pedagogia da USP- RP, com idade entre 29 e 34 anos. A pesquisa foi realizada nos parâmetros da abordagem qualitativa com referência na teoria das Representações Sociais. A coleta dos dados foi feita por meio de entrevistas semi-estruturadas e o número de sujeitos entrevistados foi definido por meio do critério de saturação. As entrevistasforam gravadas e transcritas na íntegra. A análise de dados foi feita de acordo com o método proposto por Minayo. Os resultados da análise mostraram a representação do acidente na infância relacionada à idéia de "imprevisibilidade". O medo, com relação aos acidentes interpretados pelos sujeitos como de maior gravidade, permeia o discurso, evidenciando despreparo e insegurança quando surgem situações de emergência. Embora os acidentes, no ambiente escolar, estejam presentes, paira sobre eles o véu da invisibilidade, uma vez que o assunto não é discutido nem nas instituições de trabalho em que os sujeitos atuam, nem no curso de Formação que freqüentam. Dessa forma, o acidente escolar é representado como um elemento estranho às práticas pedagógicas, algo que acontece, mas sobre o qual pouco se fala, carecendo, portanto, de reflexão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.09.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800030578Carvalho, Elisabeth L. de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Elisabeth Lorenzon de; KODATO, Sérgio. Significados de acidentes na infância na perspectiva de educadores. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Carvalho, E. L. de, & Kodato, S. (2009). Significados de acidentes na infância na perspectiva de educadores. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Carvalho EL de, Kodato S. Significados de acidentes na infância na perspectiva de educadores. 2009 ;
    • Vancouver

      Carvalho EL de, Kodato S. Significados de acidentes na infância na perspectiva de educadores. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: