Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A palavra cantada em comunidades-terreiro de origem Iorubá no Brasil: da melodia ao sistema tonal (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NOGUEIRA, SIDNEI BARRETO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLL
  • Subjects: YORUBÁ (ASPECTOS FONOLÓGICOS); LÍNGUAS AFRICANAS (ESTUDO); MÚSICA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho procura analisar a relação melodia-tom no interior do canto de origem africana nas comunidades-terreiro de candomblé Queto. O caráter estável da palavra cantada conduziu-nos às análises de textos com música. Para a implementação das investigações foram selecionados dez cantos nagôs gravados sem acompanhamento de instrumentos pelo próprio povo do santo e um canto iorubá gravado por um iorubá nativo de Abeokutá. Os cantos foram organizados em tessituras (partituras simplificadas) divididas em versos com vistas à visualização simultânea do canto com a letra; para cada verso do canto, fez-se, com a utilização do programa WinPitchPro, um sonograma com a curva de pitch, espectrograma e medidas de Fo. Inicialmente, por meio de uma primeira comparação entre canto e fala iorubá, observou-se, na relação entre pitch melódico e tom fonológico, que estávamos diante de três possibilidades: (i) ignorar os tons fonológicos e o significado das palavras e utilizar as variações de pitch exclusivamente para marcar a melodia, o que preservaria a musicalidade, mas reduziria a inteligibilidade lírica; (ii) preservar as variações regulares de pitch relacionados aos tons lexicais, ignorando a musicalidade, sacrificando a musicalidade pela inteligibilidade; (iii) tentar manter, mesmo que parcialmente, os contrastes de pitches lexicais sem restringir excessivamente as regras melódicas de Fo. Para o desenvolvimento do nosso trabalho, acatamos,principalmente, a terceira hipótese. Tanto no cotejo da fala e canto iorubá quanto no confronto iorubá/nagô, foi possível identificar a imanência dos supra-segmentos da língua africana. A realização dos tons por meio dos pitches melódicos apresentou a reprodução de fenômenos universais como downdrift, downstep e processos recíprocos de assimilação e propagação. As análises evidenciam a manutenção parcial dos tons lexicais da língua ) iorubá na palavra sagrada nagô, confirmando o caráter estável de uma palavra condicionado por elementos lingüísticos e extralingüísticos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.01.2009
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOGUEIRA, Sidnei Barreto; PETTER, Margarida Maria Taddoni. A palavra cantada em comunidades-terreiro de origem Iorubá no Brasil: da melodia ao sistema tonal. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-24112009-120935/ >.
    • APA

      Nogueira, S. B., & Petter, M. M. T. (2009). A palavra cantada em comunidades-terreiro de origem Iorubá no Brasil: da melodia ao sistema tonal. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-24112009-120935/
    • NLM

      Nogueira SB, Petter MMT. A palavra cantada em comunidades-terreiro de origem Iorubá no Brasil: da melodia ao sistema tonal [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-24112009-120935/
    • Vancouver

      Nogueira SB, Petter MMT. A palavra cantada em comunidades-terreiro de origem Iorubá no Brasil: da melodia ao sistema tonal [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-24112009-120935/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019