Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Redes de regulação transcricional evidenciam vias de carcinogênese durante a diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: EVANGELISTA, ADRIANE FEIJÓ - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: GENES DE RESPOSTA IMUNE; CÉLULAS-TRONCO; OSTEOBLASTO; NEOPLASIAS
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos têm mostrado a possibilidade da ocorrência de plasticidade carcinogênica em células tronco, nas quais certo número de genes ativados no processo de diferenciação normal poderia estar envolvidos com a carcinogênese. A participação de elementos genéticos envolvidos com renovação tecidual e/ou diferenciação de células-tronco poderia ser uma das causas da origem do cancer a pertir de células tronco adultas. Para testar essa hipótese, primeiramente padronizamos um sistema-modelo no qual células-tronco mesenquimais humanas (MSC) de duas fontes diferentes (medula óssea ou cordão umbilical) foram isoladas, cultivadas e diferenciadas in vitro sobre estímulos químicos com beta- glicerofosfato, dexametazona e ácido ascórbico. Em segundo lugar, estudamos os perfis de expressão gênica em grande escala durante o processo de diferenciação (24 h a 21 dias) dessas células utilizando o método de cDNA microarrays. Análise de dados utilizando programas de bioinformática dedicados a microarrays como o Cluster- Tree View permitiu identificar assinaturas de expressão gênica particulares de células MSC controle e daquelas em diferenciação. Para termos acesso às possíveis interações entre os genes expressos e envolvidos com o processo carcinogênico, reanalizamos os dados utilizando o programa GeneNetwork, o que permitiu a reconstrução de redes transcricionais a partir dos dados atuais de microarrays. Foram comparadas células MSC indiferenciadas com aquelas emdiferenciação in vitro durante os tempos de 24h, 48h e 7 dias. Com esses dados, reconstruímos redes de regulação transcricionais. As então chamadas "redes gênicas" permitiram identificar aqueles nós gênicos particulares e comuns, dependendo da origem das células tronco (medula óssea ou cordão umbilical), todos envolvidos com carcinogênese. Dentre os nós gênicos comuns, foi possível identificar aqueles que mostraram grande número de interações como PRKDC e GNG12. Dentre os nós exclusivos de MSC de medula óssea foram identificados os genes ALCAM e TP53. Aqueles que identificaram as células MSC de cordão umbilical foram NRCAM e P13K1. Todos esses nós gênicos são considerados como elementos importantes no controle da carcinogênese. Além disso, a identificação de seqüências que interagem com fatores de transcrição que participam das redes gênicas obtidas reforça a possibilidade da ocorrência das interações propostas. Esses resultados permitem uma idéia panorâmica do mecanismo de controle observado nas MSC os quais estão envolvidos com a diferenciação normal e com a carcinogênese em dois níveis; 1) mecanismo de interação transcricional entre mRNAs e 2) seus elementos genéticos reguladores (fatores de transcrição). Essas observações mostram a participação de elementos genéticos (mRNAs e fatores de transcrição) os quais dependendo do controle fino da cascata de interações poderão decidir o destino das células tronco à diferenciação normal ou aocâncer
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      EVANGELISTA, Adriane Feijó; PASSOS, Geraldo Aleixo da Silva. Redes de regulação transcricional evidenciam vias de carcinogênese durante a diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Evangelista, A. F., & Passos, G. A. da S. (2009). Redes de regulação transcricional evidenciam vias de carcinogênese durante a diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Evangelista AF, Passos GA da S. Redes de regulação transcricional evidenciam vias de carcinogênese durante a diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais. 2009 ;
    • Vancouver

      Evangelista AF, Passos GA da S. Redes de regulação transcricional evidenciam vias de carcinogênese durante a diferenciação osteoblástica de células-tronco mesenquimais. 2009 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019