Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Stress, síndrome do Burnout e qualidade de vida em docentes da área de saúde (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA, MARIA DAS GRAÇAS MARROCOS DE - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: PROFESSORES DE ENSINO SUPERIOR; ESTRESSE PROFISSIONAL; QUALIDADE DE VIDA; EDUCAÇÃO EM SAÚDE; PSICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A profissão docente sofreu diversas transformações nas últimas décadas. Tais transformações representam um desafio para os professores, principalmente para os que atuam nas universidades públicas. Estes professores têm assumido uma multiplicidade de atividades com alto grau de exigência e responsabilidade estando vulneráveis a tensão psicológica e a exaustão emocional, o que pode afetar a qualidade do trabalho e a saúde destes profissionais. Objetivou-se neste estudo investigar as manifestações de stress, a percepção do próprio stress e de fatores estressantes no trabalho, a ocorrência da Síndrome de Burnout e a satisfação sobre a qualidade de vida. Participaram da pesquisa 91 professores dos cursos da área de saúde, a saber: Odontologia, Farmácia, Medicina e Enfermagem da Universidade Federal do Amazonas - Brasil. Foram aplicados os seguintes instrumentos: Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp (ISSL), Maslach Burnout Inventory (MBI), Escala de Qualidade de Vida da OMS versão abreviada (WHOQOL-Bref) e Questionário sobre percepção do próprio stress. Os protocolos dos instrumentos foram cotados de acordo com as proposições técnicas. Efetuou-se tratamento estatístico dos dados por meio de testes não paramétricos e considerou-se o nível de significância de p?0.05. Verificou-se que 75,8% dos participantes não apresentaram manifestações clínicas de stress. Os trabalhadores apresentaram baixa Exaustão Emocional, baixa Despersonalização e altaRealização Pessoal, ou seja, de maneira geral, os docentes apresentaram baixos indicadores da síndrome de burnout. Em relação aos índices de satisfação com a qualidade de vida, os escores médios obtidos pelos docentes foram acima da média para todos os domínios, o que revela que estes profissionais estão conseguindo lidar com as exigências impostas pela profissão docente da área da saúde. Cabe ressaltar que aproximadamente um quarto dos docentes apresentou manifestações clínicas de stress (24,2%), e alta exaustão emocional (28,6%). Quanto à percepção do próprio stress, 42,1% avaliaram-se como muito estressados. O trabalho e as condições de trabalho foram considerados fatores muito estressantes, diferentemente, do contato com os alunos e com colegas, que foram avaliados como pouco estressante. Os resultados referentes aos indicadores de stress dos profissionais estiveram significativamente associados com menores índices de qualidade de vida. Assim, destaca-se a necessidade de atenção e cuidado a esta parcela de docentes que parecem enfrentar dificuldades no ambiente de trabalho. Aponta-se a necessidade da criação de programas de intervenção, tanto do ponto de vista organizacional quanto pessoal, voltados a saúde do trabalhador visando o desenvolvimento de recursos para o manejo de situações estressantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.11.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800030599Oliveira, Maria das G. M. de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Maria das Graças Marrocos de; CARDOSO, Cármen Lúcia. Stress, síndrome do Burnout e qualidade de vida em docentes da área de saúde. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Oliveira, M. das G. M. de, & Cardoso, C. L. (2009). Stress, síndrome do Burnout e qualidade de vida em docentes da área de saúde. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira M das GM de, Cardoso CL. Stress, síndrome do Burnout e qualidade de vida em docentes da área de saúde. 2009 ;
    • Vancouver

      Oliveira M das GM de, Cardoso CL. Stress, síndrome do Burnout e qualidade de vida em docentes da área de saúde. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: