Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliaçao dos fatores associados a Tromboembolismo pulmonar (TEP) em uma serie de autópsias de dez anos (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BRICOLA, SOLANGE APARECIDA PETILO DE CARVALHO - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: AUTÓPSIA; FATORES DE RISCO; DIAGNÓSTICO
  • Language: Português
  • Abstract: A literatura demonstra que tromboembolismo venoso permanece como uma doença sub diagnosticada entre os pacientes hospitalizados, com aproximadamente 25% dos casos associados à internação. OBJETIVOS: Avaliar as doenças associadas ao desenvolvimento de tromboembolismo pulmonar (TEP) diagnosticado em autópsias, e demonstrar a freqüência de TEP como causa do óbito ou o fator contributivo. MÉTODOS: Estudo caso-controle retrospectivo, realizado no Instituto Central do Hospital das Clínicas, no período de 1995 a 2004. Revisamos os diagnósticos das autópsias, identificado TEP fatal, quando TEP foi a causa de morte e TEP não fatal, quando TEP foi doença associada. RESULTADOS: 1506 pacientes (502 casos e 1004 controles), 18.359 óbitos no período, média 2.040; 71,2% desses submetidos a autopsias. Observado importante declínio nas taxas de autópsias. De 1995-1999(87,2%) e 2000-2004(54,4%) p= 0,016. Dos 502 casos (3,8%), (328, 2,5%) TEP foi causa de morte e (174, 1,3%) causa contributiva. Gênero: 51,6% homens e 48,4% mulheres. Idade: TEP fatal (328) VS. Controles (1004) diferença estatisticamente significativa (p= 0,013). Condições prevalentes: câncer grupo, 31,4%, pós-operatório grupo, 17,2%, infecção grupo, 11,7%, e AVC grupo, 11%. Câncer de pulmão 3,5%, câncer de cérebro e linfoma, 2,8%. Tempo de internação foi utilizado como indicador de imobilização. Outras doenças: AVCH (7,7%), pós-operatório de abdômen (6,7%), pneumonia (5,9%), AVCI (3,1%) e pós-operatóriovascular (4%) foram freqüentes no grupo controle. Em contrapartida, aterosclerose (1,4%), ITU (1,2%), pós-operatório ginecologia (0,8%), pós-operatório obstetrícia (0,6%) e anemia falciforme (0,6%) freqüentes no grupo TEP. Cirrose, média de 14,9 dias de internação dos controles VS. TEP com 4,4 dias, (p <0,001). Análise multivariada incluiu as condiç(p? 0,20) da univariada, idade e o tempo de internação. Fator "protetor" para TEP: aneurisma de aorta (OR 0,02, IC ) 95% 0,23-0,84; p= 0,013). Entretanto, AVCI (OR 1,82 IC 95% 1,04-3,19; p= 0,035); câncer de cérebro (OR 2,47 IC 95% 1,28-4,78; p= 0,007); câncer indeterminado (OR 3,12 IC 95% 1,01-9,68; p= 0,049), DPOC (OR 2,83 IC 95% 1,47-5,43; p=0,002), ICC (OR 1,71 IC 95% 1,11-2,62; p= 0,015) e ITU (OR 4,34 IC 95% 1,05-17,82; p= 0,042), mostraram associação positiva com TEP. Idade VS. TEP (OR 1,10 IC 95% 1,04-1,16; p= 0,001). Tempo de internação VS. TEP (OR 1,19, IC95% 1,05-1,36; p= 0, 008). DISCUSSÃO: A porcentagem dos pacientes com TEP permanece inalterada, ocorrência de 4,1% e 3,4% nos primero e segundo períodos, com uma média de 3,8%. Em 50,4% dos pacientes, não foi realizado o diagnóstico clínico de TEP. CONCLUSÃO: Constatamos AVCI, câncer de cérebro, indeterminado, DPOC, ICC e ITU com significância estatística e associação com TEP. Algumas fraquezas do presente estudo devem ser apuradas, e talvez explicarão as discordâncias com a literatura para algumas doenças. A identificação de fatores associados a TEPauxiliarão no diagnóstico precoce
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.12.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700069215FM W4.DB8 SP.USP FM-2 B861av 2009
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRICOLA, Solange Aparecida Petilo de Carvalho; MARTINS, Mílton de Arruda. Avaliaçao dos fatores associados a Tromboembolismo pulmonar (TEP) em uma serie de autópsias de dez anos. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5159/tde-05032010-172410/ >.
    • APA

      Bricola, S. A. P. de C., & Martins, M. de A. (2009). Avaliaçao dos fatores associados a Tromboembolismo pulmonar (TEP) em uma serie de autópsias de dez anos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5159/tde-05032010-172410/
    • NLM

      Bricola SAP de C, Martins M de A. Avaliaçao dos fatores associados a Tromboembolismo pulmonar (TEP) em uma serie de autópsias de dez anos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5159/tde-05032010-172410/
    • Vancouver

      Bricola SAP de C, Martins M de A. Avaliaçao dos fatores associados a Tromboembolismo pulmonar (TEP) em uma serie de autópsias de dez anos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5159/tde-05032010-172410/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: