Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Quantificação do potencial osteogênico do osso autógeno + células osteoblásticas implantadas em defeito ósseo no rato tratado com cafeína (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MACEDO, RANDER MOREIRA - FORP
  • USP Schools: FORP
  • Subjects: REPARO ÓSSEO; PLANTAS ESTIMULANTES (EFEITOS); OSTEOBLASTO; REPARAÇÃO ALVEOLAR
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos sugerem que a cafeína atua sobre o osso promovendo aumento da excreção de cálcio e inibição da proliferação de osteoblastos, aumentando o risco de fraturas, osteoporose e doença periodontal. Os efeitos da cafeína sobre o tecido ósseo dificultam a aplicação de implantes dentários devido à presença de grandes defeitos ósseos ou volume ósseo insuficiente. Vários métodos são propostos para a regeneração de defeitos ósseos, entre eles, o uso de diferentes tipos de enxertos, os quais demonstram capacidade em promover a formação óssea A despeito das desvantagens, o osso autógeno ainda é considerado a referência padrão como enxerto ósseo, devido ao seu potencial osteogênico, osteoindutor e osteocondutor. A engenharia tecidual óssea tem sido utilizada como uma estratégia para a regeneração óssea. As células tronco mesenquimais são consideradas multipotentes e podem replicar como células indiferenciadas, possuindo potencial para se diferenciarem em linhagens de osso, cartilagem, gordura e cartilagem. O objetivo deste estudo foi quantificar histomorfometricamente a reparação óssea pelo enxerto de uma associação de osso autógeno obtido da calota craniana e células osteoblásticas em defeitos ósseos produzidos pela extração dental de ratos submetidos à administração diária de cafeína. Os animais foram divididos em: Controle (c), osso autógeno (oa) e osso autógeno + células osteoblásticas (oa+co) e receberam injeções diárias intraperitonealmente de 30 mg/kg/dia decafeína durante trinta dias, os homólogos receberam de solução salina. Os ratos foram sacrificados nos períodos de 7, 21 e 42 dias pós-cirurgia e as amostras teciduais foram processadas para a obtenção de secções finas (5 'mü' m) e coradas com HE. Através de um sistema de análise de imagens se estimou a fração de volume de osso, conjuntivo e coágulo, no defeito ósseo. Os resultados histológicos e histométricos mostraram que nos animais sob tratamento com cafeína houve uma menor formação óssea estatisticamente significante a 1 %, e um retardo na reabsorção do coágulo sanguíneo quando comparado aos alvéolos dos animais sob tratamento com soro fisiológico. A análise qualitativa do fragmento de osso autógeno isoladamente ou associado às células osteoblásticas mostrou uma osteointegração progressiva e sem reação de corpo estranho nos animais tratados com soro fisiológico e, as células implantadas não propiciaram reações imunogênicas nem a formação tumoral, possibilitando um aumento (25%) na reparação óssea dos animais tratados com a cafeína. Conclui-se que o enxerto/implante das células osteoblásticas associadas ao osso autógeno da calota craniana foi capaz de compensar, nos períodos tardios, os efeitos deletérios da cafeína na reparação óssea alveolar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.09.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FORP11700008369Macedo, Rander Moreira
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACEDO, Rander Moreira; BRENTEGANI, Luiz Guilherme. Quantificação do potencial osteogênico do osso autógeno + células osteoblásticas implantadas em defeito ósseo no rato tratado com cafeína. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-19032010-115712/ >.
    • APA

      Macedo, R. M., & Brentegani, L. G. (2009). Quantificação do potencial osteogênico do osso autógeno + células osteoblásticas implantadas em defeito ósseo no rato tratado com cafeína. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-19032010-115712/
    • NLM

      Macedo RM, Brentegani LG. Quantificação do potencial osteogênico do osso autógeno + células osteoblásticas implantadas em defeito ósseo no rato tratado com cafeína [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-19032010-115712/
    • Vancouver

      Macedo RM, Brentegani LG. Quantificação do potencial osteogênico do osso autógeno + células osteoblásticas implantadas em defeito ósseo no rato tratado com cafeína [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-19032010-115712/