Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Henri Michaux e a construção do estilo nas instabilidades do sentido: uma poética de limiares e limites (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUTO, ANDREA PERAZZO BARBOSA - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLL
  • Subjects: SEMIÓTICA; SEMIOLOGIA DA LITERATURA; ENUNCIADOS; POESIA (ANÁLISE); PROSA (ANÁLISE)
  • Language: Português
  • Abstract: A poética de Henri Michaux, autor da literatura de expressão francesa contemporânea, apresenta alguns traços recorrentes que imprimem à obra um caráter de diversidade e heterogeneidade relevante e instauram o que denominaremos uma poética de limiares e limites. Trata-se de procedimentos que incidem de maneira direta e/ou indireta em seus textos poéticos, tais como a instabilidade nas fronteiras dos gêneros e a interferência do fantástico e do grotesco na figuração. Com isso, as noções de referência e de representação, de designação e identidade, subjetividade e objetividade enunciativa são desestabilizadas e as relações entre os demais componentes estruturantes da construção do sentido ficam comprometidas. Sua poética gera, então, vários tipos de movimentos que favorecem um alto grau de instabilidade dos sentidos e ocasionam tensões de ordem ora narrativa, ora figurativa, ora enunciativa, passional ou tensiva. Sob a perspectiva da teoria semiótica francesa, a pesquisa intenciona demonstrar de que maneira esses movimentos afetam as modalidades do crer, do parecer e do saber, provocando dúvidas, incertezas, sensação de estranhamento e desconforto no leitor, ao relativizar a visão que normalmente se tem do mundo natural. Esses movimentos, considerados como estratégias discursivas, são operacionalizados de acordo com os modos de presença dos atores da enunciação. Logo, serão tomados como aspectualizações enunciativas, suscetíveis a modulações graduais e tensivas. Considera-se aqui que, examinados numa totalidade discursiva, esses procedimentos concorrem para consolidar efeitos de sentido que contribuem para construir um estilo próprio do autor, um éthos. Para compor o corpus da pesquisa, foram selecionados textos das obras Mes propriétés (1930), La nuit remue (1935), Plume précédé de Lointain intérieur (1938) e Face aux verrous (1954). Para as relações intertextuaisestabelecidas entre o autor e Lautréamont, esse corpus inclui ainda textos da obra Os Cantos de Maldoror (1869)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.08.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH20900047263T SOUTO, ANDRÉA PERAZZO BARBOSA 2009
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUTO, Andrea Perazzo Barbosa; TATIT, Luiz Augusto de Moraes. Henri Michaux e a construção do estilo nas instabilidades do sentido: uma poética de limiares e limites. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-30112009-140219/ >.
    • APA

      Souto, A. P. B., & Tatit, L. A. de M. (2009). Henri Michaux e a construção do estilo nas instabilidades do sentido: uma poética de limiares e limites. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-30112009-140219/
    • NLM

      Souto APB, Tatit LA de M. Henri Michaux e a construção do estilo nas instabilidades do sentido: uma poética de limiares e limites [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-30112009-140219/
    • Vancouver

      Souto APB, Tatit LA de M. Henri Michaux e a construção do estilo nas instabilidades do sentido: uma poética de limiares e limites [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-30112009-140219/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: