Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estrutura genética de zonas de hibridação natural entre Epidendrum fulgens e E. puniceoluteum (Orchidaceae) (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PINHEIRO, FABIO - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: ORCHIDACEAE (EVOLUÇÃO); HIBRIDAÇÃO VEGETAL
  • Language: Português
  • Abstract: Epidendrum L. é o maior gênero de Orchidaceae da região Neotropical com cerca de 1500 espécies, e os processos de diversificação no grupo são pouco conhecidos. Apesar de existirem muitos relatos sobre hibridação no gênero, não há trabalhos que tenham testado essa hipótese em populações naturais. Epidendrum fulgens Brongn. e E. puniceoluteum F. Pinheiro & F. Barros são espécies que ocorrem ao longo do litoral brasileiro, freqüentemente em simpatria. Para testar a eficiência de suas barreiras reprodutivas, foi examinada a distribuição da variação genética dentro e entre populações simpátricas e alopátricas dessas duas espécies. Nove loci de microsatélites nucleares, e cinco loci de microssatélites de cloroplasto foram utilizados para genotipar 463 indivíduos de oito populações, ao longo de toda distribuição geográfica das espécies. A utilização de métodos de atribuição Bayesianos (programas STRUCTURE e NEWHYBRIDS) detectou a existência de grande quantidade de híbridos nas populações simpátricas. As zonas de hibridação são constituídas por híbridos F1, F2 e retrocruzamentos. A introgressão foi assimétrica, ocorrendo preferencialmente de E. fulgens para E. puniceoluteum. Na população da Ilha do Cardoso, foi detectada a predominância de indivíduos F1 e F2, enquanto nas demais localidades a maior parte dos indivíduos híbridos foi identificada como sendo retrocruzamentos na direção de E. puniceoluteum. Em Florianópolis, não foi possível observar a existência de indivíduos puros de E. puniceoluteum, apenas indivíduos exibindo fortes sinais de introgressão, revelando que o processo de hibridação pode interferir na integridade genética das espécies, levando um dos parentais à extinção. O presente estudo sugere que hibridação e introgressão podem ter papel importante na diversificaçãoem Epidendrum e mostra a importância de investigar zonas de hibridação para melhor entender as barreiras reprodutivas e os processos de especiação nas espécies neotropicais de orquídeas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.02.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000025113D-1385
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PINHEIRO, Fabio; BARROS, Fábio de; MEYER, Diogo. Estrutura genética de zonas de hibridação natural entre Epidendrum fulgens e E. puniceoluteum (Orchidaceae). 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-11032010-154836/ >.
    • APA

      Pinheiro, F., Barros, F. de, & Meyer, D. (2010). Estrutura genética de zonas de hibridação natural entre Epidendrum fulgens e E. puniceoluteum (Orchidaceae). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-11032010-154836/
    • NLM

      Pinheiro F, Barros F de, Meyer D. Estrutura genética de zonas de hibridação natural entre Epidendrum fulgens e E. puniceoluteum (Orchidaceae) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-11032010-154836/
    • Vancouver

      Pinheiro F, Barros F de, Meyer D. Estrutura genética de zonas de hibridação natural entre Epidendrum fulgens e E. puniceoluteum (Orchidaceae) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-11032010-154836/