Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Foucault: uma arqueologia política dos saberes (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RIBEIRO, CARLOS EDUARDO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Subjects: ARQUEOLOGIA (TEORIA;CRÍTICA); FILOSOFIA DA CIÊNCIA
  • Language: Português
  • Abstract: Uma conjectura a respeito dos primeiros trabalhos de Michel Foucault marca uma opinião comum sobre a chamada arqueologia do saber: ela desenvolveria um método autorreferencial e semiestruturalista, bem como uma teoria sobre a sociedade que teria esvaziado o social. Por consequência, o surgimento da genealogia do poder adviria desse esgotamento teórico-metodológico da arqueologia. Não reconstruímos integralmente tais interpretações, mas a respeito delas assinalamos que uma adequada caracterização da arqueologia não pode prescindir da crítica intrínseca que ela traz. Este trabalho, portanto, pretendeu restituir à arqueologia de Foucault seu caráter crítico e político, a partir da determinação das condições de surgimento da genealogia do poder, demonstrando a total compatibilidade entre arqueologia e genealogia. Nossa hipótese geral foi a de que a arqueologia desfruta de caráter político, porque, no próprio desenvolvimento de condições históricas e de regras específicas do discurso, pode-se apreender a transformação das condições de existência e funcionamento dos discursos. Ora, a modificação dessas formações já é uma forma de ação política; logo, por nossa hipótese, não se deve perguntar qual prática política envolve a arqueologia, mas que avaliação pode ela fazer das transformações no modo de existência das formações discursivas. O objetivo deste trabalho foi, portanto, o de remontar a crítica arqueológica, sobretudo a crítica às ciências, tal como ela se estrutura nos primeiros trabalhos de Foucault. Para expressar de modo consistente a subversão crítica da concepção foucaultiana de arqueologia, escolhemos um itinerário. Deslocamos a crítica do saber médico para a analítica da finitude (História da loucura, Nascimento da clínica, e As palavras e as coisas); propusemos uma fundamentação teórico-prática das regras do discurso (Arqueologia do saber) e, por fim, fizemosda crítica arqueológica uma operação do conceito nietzschiano de vontade de verdade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.03.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH20900047388T RIBEIRO, CARLOS EDUARDO 2009
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Carlos Eduardo; SAFATLE, Vladimir Pinheiro. Foucault: uma arqueologia política dos saberes. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-22032010-150546/ >.
    • APA

      Ribeiro, C. E., & Safatle, V. P. (2010). Foucault: uma arqueologia política dos saberes. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-22032010-150546/
    • NLM

      Ribeiro CE, Safatle VP. Foucault: uma arqueologia política dos saberes [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-22032010-150546/
    • Vancouver

      Ribeiro CE, Safatle VP. Foucault: uma arqueologia política dos saberes [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-22032010-150546/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: