Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Evolução da carga orgânica de origem doméstica no rio Paraíba do Sul, no trecho paulista, no período de 1998 a 2007 (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ROSSETTI, RENATO PIZZI - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: RIOS (ANÁLISE); ESGOTOS SANITÁRIOS; RESÍDUOS RESIDENCIAIS; QUÍMICA AQUÁTICA
  • Language: Português
  • Abstract: O rio Paraíba do Sul, em seu trecho paulista, é sem dúvida um dos mais importantes cursos d\'água do Estado de São Paulo. Foi às suas margens que parte do desenvolvimento do Brasil ocorreu, em virtude do plantio do café, e como ligação entre as duas principais cidades do país; São Paulo e Rio de Janeiro, rota conhecida como macro-eixo. As descargas de efluentes líquidos domésticos, sem o devido tratamento, são hoje as fontes que mais poluem o rio. Este estudo pretende avaliar a evolução da carga orgânica de origem doméstica, lançada pelos municípios que compõem a bacia hidrográfica, até os limites do Estado de São Paulo com o Estado do Rio de Janeiro. O período escolhido para a realização da avaliação foi de uma década, entre os anos de 1998 a 2007, já que, o início das atividades do Comitê da Bacia do rio Paraíba do Sul no âmbito do Estado de São Paulo, ter sido no ano de 1994. Os parâmetros químicos definidos para a realização do estudo, a partir dos 16 pontos de monitoramento da água da CETESB (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental), localizados ao longo do curso do rio, no trecho paulista, foram: a DBO (demanda bioquímica de oxigênio) e o OD (oxigênio dissolvido), que representam o nível de poluição orgânica de origem doméstica em um corpo d\'água, conforme estabelece as legislações vigentes para a bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul. A importância deste estudo está relacionada com as condições em que as águas do rio Paraíba do Sul, entram na represa do Funil, no Estado do Rio de Janeiro, que tem reclamado muito da poluição do rio no trecho paulista, por ser este o manancial mais importante para o abastecimento da região metropolitana do Rio de Janeiro. Entende-se, portanto a preocupação daquele Estado com a qualidade da água do rio à montante da represa do Funil
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2009
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROSSETTI, Renato Pizzi; RODRIGUES, Cleide. Evolução da carga orgânica de origem doméstica no rio Paraíba do Sul, no trecho paulista, no período de 1998 a 2007. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-01022010-162610/ >.
    • APA

      Rossetti, R. P., & Rodrigues, C. (2009). Evolução da carga orgânica de origem doméstica no rio Paraíba do Sul, no trecho paulista, no período de 1998 a 2007. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-01022010-162610/
    • NLM

      Rossetti RP, Rodrigues C. Evolução da carga orgânica de origem doméstica no rio Paraíba do Sul, no trecho paulista, no período de 1998 a 2007 [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-01022010-162610/
    • Vancouver

      Rossetti RP, Rodrigues C. Evolução da carga orgânica de origem doméstica no rio Paraíba do Sul, no trecho paulista, no período de 1998 a 2007 [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-01022010-162610/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019