Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo dos efeitos toxicológicos em ratos Wistar alimentados com ração contendo Urânio (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RODRIGUES, GABRIELA - BIOTECNOL
  • USP Schools: BIOTECNOL
  • Subjects: RATOS; TOXINAS; URÂNIO; OSSO E OSSOS; TOXICOLOGIA; RADIOBIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O urânio (U) é um elemento tóxico radioativo encontrado na natureza, normalmente presente na água e nos alimentos e acumula-se preferencialmente em ossos. Nestes, a medula óssea constitui o alvo com o maior risco radiobiológico. Foram utilizados 60 ratos Wistar recém desmamados, com vinte e dois dias de vida. Destes, trinta e cinco foram tratados com ração suplementada de 50ppm (parte por milhão) de Nitrato de Uranila e vinte e cinco foram mantidos como controle. Os animais tratados foram separados em seis grupos com cinco animais cada e os grupos controle com três animais. Foi feita a eutanásia dos 5 animais de cada grupo alimentado com urânio e 3 animais de cada grupo de controle com intervalo de tempo de 3 e 4 dias para avaliar alterações histopatológicas, hematológicas, na densidade mineral óssea e medir o teor de urânio acumulado em ossos, em função do tempo, utilizando a técnica de registro de traços de fissão SSNTD (Solid State Nuclear Track Detector). Nas avaliações histopatológicas foi observada congestão, fibrose e necrose hepática, degeneração vacuolar e desarranjo cordonal dos hepatócitos. Essas alterações iniciaram-se em animais alimentados durante três dias com ração contendo U e se intensificaram nos animais tratados durante onze dias, sugerindo que tenha ocorrido combinação de efeitos toxicológicos e radiobiológicos. Foi observada degeneração vacuolar, cilindros hialinos, fibrose e necrose nos rins dos animais alimentados com ração suplementada de U, a partir de quatorze dias de alimentação, decorrentes da nefrotoxicidade do Nitrato de Uranila. Foi observado que não ocorre alteração da densidade mineral óssea no curto prazo; porém, os animais tratados durante 21 e 28 dias, ou seja, expostos ao U por período mais longo, tiveram a densidade mineral óssea diminuída. Ocorreu substancial acúmulo de urânio nos ossos, onde foi observado1,139 ± 0,057 ppm em ossos e 0,705  0,092 ppm em dentes. Os animais dos grupos controle apresentaram teor de urânio praticamente constante no decorrer do estudo. Não foi observada alteração do teor de urânio em ração comercial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ICB12100022913T-ICB BIOT QH323.6 R696ee 2010
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Gabriela; ARRUDA NETO, João Dias de Toledo. Estudo dos efeitos toxicológicos em ratos Wistar alimentados com ração contendo Urânio. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-17082010-105648/ >.
    • APA

      Rodrigues, G., & Arruda Neto, J. D. de T. (2010). Estudo dos efeitos toxicológicos em ratos Wistar alimentados com ração contendo Urânio. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-17082010-105648/
    • NLM

      Rodrigues G, Arruda Neto JD de T. Estudo dos efeitos toxicológicos em ratos Wistar alimentados com ração contendo Urânio [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-17082010-105648/
    • Vancouver

      Rodrigues G, Arruda Neto JD de T. Estudo dos efeitos toxicológicos em ratos Wistar alimentados com ração contendo Urânio [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-17082010-105648/