Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Possíveis efeitos antineoplásicos e mieloprotetores da Ipomoea carnea e de seu princípio ativo, a suainsonina, em camundongos (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, FELIPE MARTINS DOS - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: IPOMOEA EM ANIMAL; NEOPLASIAS; MEDULA ÓSSEA DE ANIMAL; TUMOR DE EHRLICH ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: A Ipomoea carnea é uma planta tóxica de distribuição nacional e encontrada também em outros países de clima tropical. Possui entre seus princípios ativos um alcalóide indolizidínico chamado suainsonina que, devido à sua ação sobre enzimas intracelulares (a α-manosidase ácida e a manosidase II do Complexo de Golgi), altera receptores de membrana e moléculas de adesão. Acredita-se que a suainsonina possa ter atividades imunomodulatória, mieloprotetora, antineoplásica e antimetastática. Devido ao potencial terapêutico sugerido pela literatura, nesse estudo avaliou-se os possíveis efeitos antineoplásico e mieloprotetor da suainsonina empregada isoladamente ou em associação com um antineoplásico clássico, a cisplatina. Além disso, procurou-se avaliar se a administração do resíduo aquoso final da Ipomoea carnea (RAF), isoladamente ou também associado à cisplatina, possui atividade anitineoplásica. Foram utilizados camundongos C57Bl/6, que foram inoculados por via intraperitoneal (ip.) com 2x107 células do tumor ascítico de Ehrlich. Os animais foram divididos nos grupos: BRANCO, CONTROLE e tratados com: cisplatina (CIS); cisplatina e suainsonina (CISSW); suainsonina (SW); cisplatina e RAF (CISRAF); e RAF (RAF). A suainsonina foi administrada por via ip. 2x ao dia (1mg/kg de peso vivo). A cisplatina foi administrada por via ip. em dias alternados (0,25mg/kg). A administração do RAF foi realizada por gavage, na dose de 3g de folhas secas/kg de I. carnea. Foi avaliada a sobrevida, o crescimento tumoral e a celularidade da medula óssea e do baço. Os resultados mostraram que apenas o grupo CISSW apresentou aumento significativo na sobrevida em relação ao grupo CONTROLE (Logrank test, p<0,05). Em relação ao crescimento tumoral, os grupos CIS e CISSW apresentaram diminuições significantes quanto comparados ao grupo CONTROLE; porém, o grupo CISSW apresentou melhoresresultados (ANOVA com pós teste de Dunn’s, p<0,001) quando comparado ao grupo CONTROLE,enquanto os animais tratados com o RAF não apresentaram diferenças significantes. Dados sobre o ciclo celular (citometria de fluxo) revelaram que todos os animais tratados com a cisplatina (CIS, CISSW e CISRAF) apresentaram aumento significante no número de células tumorais em apoptose, porém o grupo CISSW apresentou melhores resultados, prejudicando de maneira mais eficiente o ciclo celular das células tumorais. As análises referentes à atividade mieloprotetora da suainsonina não apresentou dados relevantes. Estes dados em conjunto indicam efeito antineoplásico sinérgico da suainsonina quando administrada concomitantemente com a cisplatina.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.09.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300033443T.2165 FMVZ e. 1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Felipe Martins dos; SPINOSA, Helenice de Souza. Possíveis efeitos antineoplásicos e mieloprotetores da Ipomoea carnea e de seu princípio ativo, a suainsonina, em camundongos. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-02122009-082541/ >.
    • APA

      Santos, F. M. dos, & Spinosa, H. de S. (2009). Possíveis efeitos antineoplásicos e mieloprotetores da Ipomoea carnea e de seu princípio ativo, a suainsonina, em camundongos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-02122009-082541/
    • NLM

      Santos FM dos, Spinosa H de S. Possíveis efeitos antineoplásicos e mieloprotetores da Ipomoea carnea e de seu princípio ativo, a suainsonina, em camundongos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-02122009-082541/
    • Vancouver

      Santos FM dos, Spinosa H de S. Possíveis efeitos antineoplásicos e mieloprotetores da Ipomoea carnea e de seu princípio ativo, a suainsonina, em camundongos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-02122009-082541/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: