Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Modelo locacional dinâmico para a cadeia agroindustrial da carne bovina brasileira (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZUCCHI, JULIANA DOMINGUES - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: ABATEDOUROS (LOCALIZAÇÃO); BOVINOS DE CORTE; CARNES E DERIVADOS; COMÉRCIO EXTERIOR; EXPORTAÇÃO; FRIGORÍFICOS (LOCALIZAÇÃO); INDÚSTRIA AGRÍCOLA; PROGRAMAÇÃO DINÂMICA
  • Language: Português
  • Abstract: O referencial da Teoria da Localização embasa o modelo matemático de otimização dinâmico desenvolvido a fim de se determinar os melhores locais dos frigoríficos-abatedouros exportadores no Brasil visando à minimização dos custos associados ao transporte, bem como os custos associados à instalação de novas unidades industriais de abate, resultando, assim, em aumento de competitividade para a cadeia. Este trabalho visa responder a três questões: (i) localizações das unidades industriais de abate; (ii) tamanho e número ótimos de cada unidade industrial de abate e (iii) fluxos mensais da matéria-prima necessários para atender a demanda dos frigoríficos-abatedouros exportadores, bem como os fluxos ofertados mensalmente por eles a fim de se satisfazer a demanda dos países importadores da carne bovina brasileira. Desse modo, foram simulados quatro cenários alternativos. Os dois primeiros disseram respeito sobre a determinação da localização dos frigoríficos-abatedouros exportadores e respectivos fluxos de produtos num contexto ideal, ou seja, o modelo determinou onde os mesmos deveriam ser instalados. Enquanto o primeiro cenário considerou na modelagem os dez principais estados exportadores da carne bovina desossada congelada brasileira, o segundo considerou os seis principais estados, excluindo, assim, os estados que fazem parte da Amazônia Legal. No primeiro cenário, dos dez estados considerados, em cinco deveriam ser instalados ao menos um frigoríficoabatedouro exportador, enquanto no segundo cenário dos seis estados considerados em três deveriam ser instalados ao menos um frigorífico-abatedouro exportador. Ambos os cenários indicaram São Paulo como estado candidato à instalação de maior número de frigoríficosabatedouros exportadores. Além disso, em ambos os cenários a decomposição dos custos logísticos revelou que a maior parte do custo total mínimoobtido nos processamentos dos modelos decorreu da instalação dos frigoríficos-abatedouros exportadores,76,3% do custo total mínimo obtido no cenário 1 e 79,4% do custo total mínimo obtido no cenário 2, seguidos pelo custo de transporte da carne bovina aos mercados externos (14,9% e 14,1%) e custo de transporte da carne bovina aos portos exportadores (5,7% e 3,6%). O custo de transporte da matéria-prima aos frigoríficos-abatedouros exportadores foi 1,9% e 1,2% do custo total mínimo obtido no cenário 1 e 2, respectivamente, ao passo que o custo de transporte da carne bovina aos mercados internos foi de 1,2% e 1,7% do respectivo custo total mínimo. O terceiro e quarto cenários disseram respeito sobre quais frigoríficos-abatedouros exportadores já instalados deveriam ser responsáveis pelo abastecimento dos mercados externos demandantes de carne bovina desossada congelada brasileira. Ambos consideraram na modelagem as localizações atuais dos frigoríficos abatedouros exportadores existentes nos seis principais estados exportadores do produto. No entanto, o último cenário refere-se a projeção de aumento de demanda externa futura por carne bovina. Nesses cenários, como não há custo de intalação dos frigoríficos-abatedouros exportadores a ser incorridos, a maior parcela dos custos logísticos decorreu da distribuição da carne bovina aos mercados externos. Os resultados do terceiro cenário revelaram que 12 frigoríficos-abatedouros exportadores seriam suficientes para atender plenamente os mercados externos, ao passo que o aumento da demanda externa futura exigirá 14 frigoríficos-abatedouros exportadores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.06.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500058405t338.476649 Z94m e.2 97151
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZUCCHI, Juliana Domingues; CAIXETA FILHO, Jose Vicente. Modelo locacional dinâmico para a cadeia agroindustrial da carne bovina brasileira. 2010.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-02082010-170845/ >.
    • APA

      Zucchi, J. D., & Caixeta Filho, J. V. (2010). Modelo locacional dinâmico para a cadeia agroindustrial da carne bovina brasileira. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-02082010-170845/
    • NLM

      Zucchi JD, Caixeta Filho JV. Modelo locacional dinâmico para a cadeia agroindustrial da carne bovina brasileira [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-02082010-170845/
    • Vancouver

      Zucchi JD, Caixeta Filho JV. Modelo locacional dinâmico para a cadeia agroindustrial da carne bovina brasileira [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-02082010-170845/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: