Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudos de modelagem molecular da proteína BS5 do vírus da febre amarela incluindo potenciais ligantes inibidores de seus domínios fucionais (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARIGUELA, VIVIANE CASAGRANDE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: FEBRE AMARELA; RNA POLIMERASES; IMUNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A febre amarela é uma doença infecciosa aguda e febril, que pode levar à morte, sendo transmitida ao homem pela picada de insetos. São desconhecidas drogas antivirais que atuem no tratamento da febre amarela. O processo replicativo deste vírus ainda não está bem elucidado, sendo a proteína NS5 vital, de extrema importância na replicação. Neste trabalho, foi possível amplificar por RT-PCR e seqüenciar nucleotídeos o que permitiu conhecer completamente o gene da proteína NS5 vital, com seus 2 domínios funcionais. As estruturas dos domínios metiltransferase (MTase) e polimerase de RNA dependente de RNA (RpRd) foram reconhecidas pelo método de modelagem estrutural molecular computacional por homologia. O domínio MTAse, comparado a outras estruturas de flavivirus, apresentou estrutura globular conservada, característica de MTase, com sítios ligantes específicos para os substratos SAH, GTP e RNA vital, confirmando assim sua função. O domínio RpRd apresentou estrutura característica de outras RpRds de flavivirus com os subdominios palm, finger e thumb, contendo sítios ligantes específicos para os substratos RNA e NTP, e portanto, confirmando sua função. Também, foram identificados 5 compostos que interagem com o sitio ativo da MTAse, competindo com seu substrato especifico e supostamente, bloqueando a ação da enzima. Da mesma forma, foram identificados 5 compostos que interagem com o sitio ativo da RpRd, competindo com seu substrato especifico e supostamente bloqueando sua ação. A predição de toxicidade dos compostos selecionados mostrou que, 2 deles possuíam potencial para serem testados em ensaios sobre ação antiviral. Em suma, o presente estudo corroborou indubitavelmente o conceito de que a proteína NS5 do vírus da febre amarela é bifuncional possuindo domínios com funções de MTase e RpRp e tanto a MTase, quanto a RpRd são de extrema importância na replicação eestabilidade do genoma vital. Também, foi possível selecionar 10 rostos capazes de interagir energeticamente com os sítios ativos destes domínios funcionais. Estes compostos poderiam se tornar candidatos a fármacos antivirais, com importante papel no tratamento de uma das viroses mais importantes que assolam a humanidade, a febre amarela
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.05.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200055183Mariguela, Viviane Casagrande
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARIGUELA, Viviane Casagrande; FIGUEIREDO, Luiz Tadeu Moraes. Estudos de modelagem molecular da proteína BS5 do vírus da febre amarela incluindo potenciais ligantes inibidores de seus domínios fucionais. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Mariguela, V. C., & Figueiredo, L. T. M. (2010). Estudos de modelagem molecular da proteína BS5 do vírus da febre amarela incluindo potenciais ligantes inibidores de seus domínios fucionais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mariguela VC, Figueiredo LTM. Estudos de modelagem molecular da proteína BS5 do vírus da febre amarela incluindo potenciais ligantes inibidores de seus domínios fucionais. 2010 ;
    • Vancouver

      Mariguela VC, Figueiredo LTM. Estudos de modelagem molecular da proteína BS5 do vírus da febre amarela incluindo potenciais ligantes inibidores de seus domínios fucionais. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: