Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Citotoxicidade e genotoxicidade de nanotubos de carbono purificados e não purificados, sintetizados por deposição química de vapor, em linhagem de fibroblastos de pulmão de hamster Chinês (V79) (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRANCHI, LEONARDO PEREIRA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: MUTAGÊNESE; CITOGENÉTICA; GENÉTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Muitas nanoestruturas vêm sendo desenvolvidas, e atualmente uma das áreas de maior atividade é o estudo de nanotubos de carbono (CNT). Os CNT consistem exclusivamente de átomos de carbono arranjados em uma série de anéis benzeno condensados em uma estrutura tubular, com diametro em escala nanométrica. Existem diferentes tipos de nanotubos, dentre eles podem-se destacar os: (i) nanotubos de carbono de paredes múltiplas (MWCNT) e, (li) nanotubos de carbono "cup-stacked" (CSCNT), ainda pouco estudados, que consistem de múltiplas camadas de grafeno arranjados em forma de cone, as quais exibem pontas abertas em sua superfície externa e um canal central vazio. Muitas aplicações biológicas foram propostas para os CNT incluindo biosensores, veiculadores de drogas e vacinas entre outros biomateriais. Contudo, antes que estes materiais possam ser incorporados, há a necessidade de se conhecer seus efeitos citotóxicos e genotóxicos. No presente trabalho, avaliaram-se os efeitos de amostras purificadas (MWCNT e CSCNT_pu) e amostras não purificadas de CNT (CSCNT_np - contendo Co e Mn como resíduos metálicos e CSCNT_Fe contendo Ferro como resíduos), sintetizadas pelo método CVD, sob a viabilidade celular (kit XTT Roche), capacidade de formação de colónias e, indução de danos no DNA (ensaio Cometa e teste do Micronúcleo) em células V79. Após 24 h do tratamento, observou-se uma redução significativa (p<0,05) da viabilidade celular para todos os CNT testados em concentrações maiores ou iguais a 25 ‘mü’g/mL. Apesar desta citotoxicidade inicial, com o aumento do tempo pós-exposição as células V79 mostraram uma recuperação da viabilidade celular. Além disso, CSCNT_pu e CSCNT_np apresentaram o maior efeito sofre a viabilidade celular, que podem ser explicadas pelas características físico-químicas destes tubos e da presença dos catalisadores metálicos cobalto e manganês. A capacidadede formar colônias também foi afetada pelos CNT testados. Após 7 dias de exposição, o número de colónias foi reduzido (p
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.04.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200055149Franchi, Leonardo Pereira
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRANCHI, Leonardo Pereira; TAKAHASHI, Catarina Satie. Citotoxicidade e genotoxicidade de nanotubos de carbono purificados e não purificados, sintetizados por deposição química de vapor, em linhagem de fibroblastos de pulmão de hamster Chinês (V79). 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Franchi, L. P., & Takahashi, C. S. (2010). Citotoxicidade e genotoxicidade de nanotubos de carbono purificados e não purificados, sintetizados por deposição química de vapor, em linhagem de fibroblastos de pulmão de hamster Chinês (V79). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Franchi LP, Takahashi CS. Citotoxicidade e genotoxicidade de nanotubos de carbono purificados e não purificados, sintetizados por deposição química de vapor, em linhagem de fibroblastos de pulmão de hamster Chinês (V79). 2010 ;
    • Vancouver

      Franchi LP, Takahashi CS. Citotoxicidade e genotoxicidade de nanotubos de carbono purificados e não purificados, sintetizados por deposição química de vapor, em linhagem de fibroblastos de pulmão de hamster Chinês (V79). 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: