Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise de polimorfismos do gene que codifica a proteína B do surfactante:: comparação entre recém-nascidos pré-termo com e sem síndrome do desconforto respiratório (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LYRA, PRISCILA PINHEIRO RIBEIRO - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: POLIMORFISMO; PROTEÍNAS; SURFACTANTES
  • Language: Português
  • Abstract: A síndrome do desconforto respiratório (SDR) é causada pela deficiência transitória de surfactante pulmonar em recém-nascidos (RN) prematuros nos primeiros dias de vida. Estudos sugerem que a etiologia da SDR seja multifatorial e multigênica. A proteína B do surfactante (SP-B) é fundamental para o metabolismo do surfactante e para uma função pulmonar normal. A presença de polimorfismos e mutações em genes dos componentes do surfactante, particularmente no gene da SP-B, parece estar associada à SDR. Objetivos: Determinar a freqüência de polimorfismos do gene que codifica a proteína B do surfactante no DNA de recém nascidos pré-termo com e sem SDR, comparar as freqüências desses polimorfismos entre os dois grupos e avaliar se existe alguma relação entre sexo, raça e SDR. Casuística e Métodos: Foram incluídos no estudo 151 RNPT, sendo 79 sem SDR com idades gestacionais variando entre 29 semanas e 35 semanas e 6 dias e 72 RN pré-termo com SDR com idades gestacionais variando de 26 a 35 semanas. Foram analisados quatro polimorfismos: A/C no nucleotídeo - 18; C/T no nucleotídeo 1580; A/G no nucleotídeo 9306 e G/C no nucleotídeo 8714. Os polimorfismos foram determinados através da amplificação dos segmentos de DNA genômico por reação em cadeia da polimerase e posterior genotipagem. Os genótipos foram definidos através da análise dos produtos obtidos a partir de reações com enzimas de restrição [PCR-based converted restriction fragment length polymorphism (cRFLP)]. Resultados: (Continua)(Continuação) O grupo Controle foi constituído por 79 RN pré-termo sem SDR; sendo 42 (53,2%) do sexo feminino e 37 (46,8%) do sexo masculino; 34 (43%) da raça negra, 16(20,3%) da raça branca e 29(36,7) de indivíduos pardos. O peso variou de 1170g a 3260 , e a idade gestacional variou de 29 semanas a 35 semanas e seis dias (média de 33 semanas e 6 dias).O grupo SDR foi composto por 72 RNPT, sendo que 31 (43%) do sexo feminino e 41 (57%) do sexo masculino; 31(43%) da raça negra, 16 (14%) da raça branca e 31(43%) de indivíduos pardos. O peso variou de 614g a 2.410g ; a idade gestacional média foi de 32 semanas , tendo variado de 26 semanas a 35 semanas. O modelo de regressão logística múltipla, utilizado para avaliar a contribuição das diversas variáveis na probabilidade de ocorrer SDR, demonstrou que a idade gestacional foi a variável que mais contribuiu para a ocorrência da patologia, e que o genótipo AG do polimorfismo A/G na posição 9306 foi um fator protetor para a doença nesta população (OR 0.1681; IC 95% 0.0426 - 0.6629). Não foram observadas diferenças entre as freqüências dos demais polimorfismos avaliados entre os 2 grupos de recém-nascidos, bem como diferenças quanto à raça e sexo. Conclusões: A presença do genótipo AG do polimorfismo A/G na posição 9306 do gene que codifica a proteína B do surfactante foi fator protetor para o desenvolvimento da síndrome do desconforto respiratório em recém-nascidos da cidade de Salvador-Bahia. Os polimorfismos A/C no nucleotídeo - 18, C/T no nucleotídeo 1580, e G/C no nucleotídeo 8714 presentes no referido gene não estiveram associados à síndrome do desconforto respiratório em recém-nascidos na amostra estudada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.07.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700068437W4.DB8 SP.USP FM-2 L998an 2010
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LYRA, Priscila Pinheiro Ribeiro; DINIZ, Edna Maria de Albuquerque. Análise de polimorfismos do gene que codifica a proteína B do surfactante:: comparação entre recém-nascidos pré-termo com e sem síndrome do desconforto respiratório. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-24082010-171621/ >.
    • APA

      Lyra, P. P. R., & Diniz, E. M. de A. (2010). Análise de polimorfismos do gene que codifica a proteína B do surfactante:: comparação entre recém-nascidos pré-termo com e sem síndrome do desconforto respiratório. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-24082010-171621/
    • NLM

      Lyra PPR, Diniz EM de A. Análise de polimorfismos do gene que codifica a proteína B do surfactante:: comparação entre recém-nascidos pré-termo com e sem síndrome do desconforto respiratório [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-24082010-171621/
    • Vancouver

      Lyra PPR, Diniz EM de A. Análise de polimorfismos do gene que codifica a proteína B do surfactante:: comparação entre recém-nascidos pré-termo com e sem síndrome do desconforto respiratório [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-24082010-171621/