Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência da inserção de fibras de Al2O3/GdAlO3 na resistência mecânica de monolayers e bilayers de cerâmicas odontológicas (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SGURA, RICARDO - FO
  • USP Schools: FO
  • Subjects: PRÓTESE PARCIAL FIXA; MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA; PORCELANA (ODONTOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo avaliou a adição de fibras cerâmicas de 0,5mm de diâmetro de Al2O3/GdAlO3 obtidas por fusão a laser (método LHPG - laser heated pedestal growth) em porcelanas de cobertura dos sistemas In Ceram Alumina, In-Ceram 2000 Al Cubes e In-Ceram 2000 YZ Cubes para CEREC (VITA Zahnfabrik). Barras confeccionadas apenas com a porcelana de cobertura (VM7 ou VM9 - monolayers) ou constituídas por ambas a cerâmica da infraestrutura e porcelana de cobertura (bilayers) receberam as fibras dispostas longitudinalmente nas proporções de 10 ou 17% vol. Barras que não receberam fibras serviram como controle dos grupos. Os corpos-de-prova (CP) com fibras assim como os do grupo controle foram submetidos a um teste de flexão em três pontos. Foram calculadas as médias para a densidade e resistência à flexão dos CP, assim como para as fibras isoladamente. A tenacidade à fratura das fibras também foi mensurada. Em todos os casos a análise de variância de um fator e o teste de Tukey com 5% de significância foram aplicados. Microscopia eletrônica de varredura foi utilizada para caracterização microestrutural das fibras e para estudo fractográfico. Foram realizadas análises de difratometria por raio-x dos materiais cerâmicos nos estados pré e pós-sinterização, assim como foram determinados os coeficientes de expansão térmico-linear das porcelanas de cobertura por dilatometria. Os CP monolayers da porcelana VM9 contendo fibras apresentaram, após a sinterização, trincas e falhas, o queimpediu a continuidade dos testes com os grupos de cerâmicas do sistema In-Ceram 2000 YZ Cubes. Os CP com fibras adicionadas à porcelana VM7 em 17% vol. apresentaram resistência à flexão aumentada em 43% comparados aos CP do grupo controle, sem fibras. Nos grupos bilayers as fibras propiciaram aumento apenas numérico da resistência à flexão do conjunto, porém de forma não significante
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.05.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500012998T4.430
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SGURA, Ricardo; MEDEIROS, Igor Studart. Influência da inserção de fibras de Al2O3/GdAlO3 na resistência mecânica de monolayers e bilayers de cerâmicas odontológicas. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-18082010-125043/ >.
    • APA

      Sgura, R., & Medeiros, I. S. (2010). Influência da inserção de fibras de Al2O3/GdAlO3 na resistência mecânica de monolayers e bilayers de cerâmicas odontológicas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-18082010-125043/
    • NLM

      Sgura R, Medeiros IS. Influência da inserção de fibras de Al2O3/GdAlO3 na resistência mecânica de monolayers e bilayers de cerâmicas odontológicas [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-18082010-125043/
    • Vancouver

      Sgura R, Medeiros IS. Influência da inserção de fibras de Al2O3/GdAlO3 na resistência mecânica de monolayers e bilayers de cerâmicas odontológicas [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-18082010-125043/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: