Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Padrão de metilação da KvDMR e da H19DMR em mulheres com Pré-Eclâmsia (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COELHO, KARINE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: PRÉ-ECLÂMPSIA; HIPERTENSÃO NA GRAVIDEZ; GENÉTICA (FATORES)
  • Language: Português
  • Abstract: As síndromes hipertensivas gestacionais estão entre as maiores causas de morte materna e fetal. Entre elas destaca-se a pré-eclampsia (PE), caracterizada pelo aumento da pressão arterial e proteinúria, a partir da 20ª semana de gestação. Embora sua etiologia seja ainda discutida, o papel dos fatores genéticos é amplamente aceito. Foi sugerido que alterações no imprinting genômico poderiam estar envolvidas no desenvolvimento da doença. Na região cromossômica 11p15.5 encontram-se duas regiões diferencialmente metilada, a H19DMR e a KvDMR. Essas regiões regulam a expressão dos genes IGF2, H19 e CDKN1C, importantes para o desenvolvimento fetal e placentário. O objetivo do presente trabalho foi verificar o perfil de mutilação das regiões controladoras de imprinting, KvDMR1 e H19DMR, em pacientes com pré-eclampsia (PE) por metodologias qualitativas [Análise de restrição combinada com bissulfito (COBRA) e PCR específica para a metilação (MS-PCR)] e quantitativa (Digestão Enzimática Sensível à Metilação Associada à PCR em Tempo Real). Todas as pacientes do estudo foram atendidas no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e o projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética deste hospital e pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Foram selecionadas 23 placentas de pacientes com PE e 40 de mulheres sem história pessoal ou familial de PE (grupo controle). A pesquisa resultou em um caso (4%) de hipermetilação da H19DMR em placentas de PE. Na KvDMR, quatro amostras (18%) apresentaram um perfil condizente com hipermetilação e uma (4%) apresentou um padrão de hipometilação. Os dados também foram analisados pelos testes de Qui-quadrado, Exato de Fisher e teste t, para verificar se os achados clínicos como o sexo do recém-nascidos (RNs) e a classificação do peso do RN em relação à idade gestacional (adequado,pequeno ou grande para a idade gestacional ou AIG, PIG ou GIG, respectivamente) influenciavam o resultado da metilação da KvDMR e da H19DMR. Neste estudo, não constatamos diferenças estatisticamente significativas na metilação que pudessem ser considerados como marcadores para a PE. Contudo, a metilação da KvDMR apresentou uma relação estatisticamente significativa com relação à classificação em PIG, AIG e GIG. As placentas de fetos GIG apresentavam médias de metilação mais próximas a valores de hipermetilação do que as dos dois outros grupos. Portanto, embora não tenhamos encontrado influência da metilação das duas regiões no desenvolvimento da PE, a metilação da KvDMR na placenta parece estar associada com o peso dos recém-nascidos, em especial dos macrossômicos, o que está de acordo com a literatura que mostra hipometilação dessa região em pacientes com a síndrome de Beckwith-Wiedemann. Os nossos resultados vêm acrescentar mais subsidias para a continuação de pesquisas envolvendo diferentes fenótipos e os processos epigenéticos, como o imprinting genômico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.06.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200055207Coelho, Karine
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COELHO, Karine; RAMOS, Ester Silveira. Padrão de metilação da KvDMR e da H19DMR em mulheres com Pré-Eclâmsia. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Coelho, K., & Ramos, E. S. (2010). Padrão de metilação da KvDMR e da H19DMR em mulheres com Pré-Eclâmsia. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Coelho K, Ramos ES. Padrão de metilação da KvDMR e da H19DMR em mulheres com Pré-Eclâmsia. 2010 ;
    • Vancouver

      Coelho K, Ramos ES. Padrão de metilação da KvDMR e da H19DMR em mulheres com Pré-Eclâmsia. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: