Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo do efeito antiviral das drogas pentoxifilina e nitazoxanida em infecções pelo vírus dengue-2 (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AQUINO, MARIA TERESA PRUDENTE DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: DENGUE; CARGA VIRAL (ESTUDO;EFEITOS DE DROGAS); CITOCINAS; CÉLULAS DENDRÍTICAS
  • Language: Português
  • Abstract: A dengue é uma doença infecciosa aguda de etiologia viral transmitida ao homem pela picada de mosquitos do gênero Aedes, sendo os de maior importância em nível mundial, o Aedes aegypti e o Aedes albopictus. De acordo com a comunidade científica e com as autoridades de saúde pública, as vacinas seriam a estratégia mais eficaz de prevenção à doença. No entanto, até o momento, não existe nenhuma disponível, e os métodos de prevenção baseiam-se no controle do mosquito vetar, o que tem se mostrado ineficaz. Não existe também, nenhum medicamento disponível para o tratamento dessa doença, apenas para seus sintomas. Assim, o presente trabalho buscou avaliar a ação antiviral das drogas pentoxifilina (PTX) e nitazoxanida (NTZ) na replicação do vírus dengue-2 (DENV2), na expressão de marcadores de superfície, e de genes para citocinas em células dendríticas mielóides. Ambas as drogas já se mostraram eficazes na diminuição da replicação viral de outros virás da família Flaviviridae (o mesmo de dengue), como o vírus da encefalite japonesa e da hepatite C. Decidimos então avaliar a ação dessas drogas em células dendríticas, por serem segundo a literatura, as primeiras células alvo da infecção por DENV. Ao analisarmos os marcadores de superfície para maturação e ativação de células dendríticas, não houve nenhuma alteração na expressão dos mesmos após 48 horas, na presença ou ausência das drogas. Assim como quando essas células foram infectadas ou não. Parece que o DENV estabelece um mecanismo de evasão imune ao infectar tais células. Foi observado que ambas as drogas apresentaram interferência na replicação virei em diferentes pontos de infecção, com ação já 1 hora depois da infecção e até a 13a hora, dependendo do tipo de tratamento efetuado. No entanto, após 24 e 48 horas pós infecção, elas não apresentaram qualquer ação na replicação vital. Ao analisarmos a expressão dos genes decitocinas após 48 horas, foi observado que ambas as drogas são capazes de estimular a expressão dos genes de citocinas pró inflamatórias como IL-6, IL12p40 além de IFNy, o que seria de grande utilidade em uma resposta contra a dengue. A indução dessas citocinas leva a montagem de uma resposta celular e também humoral contra essa infecção viral. As drogas foram capazes também de inibirem a expressão dos genes de IL-10 e TNFa, duas citocinas que em pacientes com as formas mais severas de dengue estão acentuadas. Dessa forma, as drogas parecem efetuar um papel antiviral nas infecções por DENV2 em células dendríticas mielóides de origem murina. Mas a droga PTX parece ser mais eficiente que a droga NTZ em efetuar esse papel, por diminuir de forma mais acentuada a replicação desse vírus
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.06.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200055227Aquino, Maria Teresa Prudente de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AQUINO, Maria Teresa Prudente de; FONSECA, Benedito Antônio Lopes da. Estudo do efeito antiviral das drogas pentoxifilina e nitazoxanida em infecções pelo vírus dengue-2. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Aquino, M. T. P. de, & Fonseca, B. A. L. da. (2010). Estudo do efeito antiviral das drogas pentoxifilina e nitazoxanida em infecções pelo vírus dengue-2. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Aquino MTP de, Fonseca BAL da. Estudo do efeito antiviral das drogas pentoxifilina e nitazoxanida em infecções pelo vírus dengue-2. 2010 ;
    • Vancouver

      Aquino MTP de, Fonseca BAL da. Estudo do efeito antiviral das drogas pentoxifilina e nitazoxanida em infecções pelo vírus dengue-2. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: