Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A lectina MNCF: produção por mastócitos e novas propriedades biológicas (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PEREIRA, FERNANDO LOURENÇO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: LECTINAS; MASTÓCITOS; IMUNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O fator quimiotático de neutrófilos derivado de macrófagos (MNCF) é uma lectina ligante de beta e alfa galactosídeos, conhecida por induzir o recrutamento de neutrófilos insensíveis ao tratamento por dexametasona. Essa lectina é conhecida ser produzida por macrófagos. Outras fontes celulares de MNCF e seu efeito na produção de citocinas foram pouco explorados. Este estudo teve como objetivo (1) a geração e aplicação de anticorpos específicos na discriminação entre MNCF e membros da família das galectinas, na localização celular de MNCF e rastreamento de uma biblioteca de cDNA; (2) caracterizar a produção de MNCF por mastócitos; (3) ampliar o espectro de propriedades pró-inflamatórias exercidas por MNCF sobre neutrófilos e macrófagos. A tecnologia IgY proporcionou altos títulos de anticorpos específicos para MNCF. Ao serem utilizados em análises por Western blot, anticorpos IgY revelaram componentes protéicos de 54 and 69 kDa, consistentemente presentes na preparações de MNCF. Não foi constatada identidade imunológico entre MNCF e as galectinas 3 e 1. O rastreamento da biblioteca de cDNA de células RBL-2H3 resultou na identificação de 3 clones, improváveis candidatos a MNCF: proteína ribossomal, MHC de classe 1 e PPT1. Em consonância com o protocolo utilizado para obtenção de MNCF de macrófagos, avaliou-se a produção dessa lectina por mastócitos da linhagem RBL-2H3. Essas células foram cultivadas com LPS (10’mü’g/ml), e o sobrenadante da cultura foi submetido a cromatografia em coluna de D-galactose. A fração ligante foi eluída com 0.1 M D-galactose e bandas majoritárias de 54 and 69-kDa foram observadas, delineando um perfil similar ao proporcionado por MNCF derivado de macrófagos. A preparação obtida de mastócitos foi denominada MNCF/RBL. In vivo, MNCF/RBL induziu a migração de neutrófilos para a cavidade de animais pré-tratados com dexametasona.Na concentração de 10’mü’g/ml, MNCF induziu a migração de neutrófilos in vitro, resposta que foi inibida pela pré-incubação de MNCF/RBL com D-galactose ou com anticorpos IgY anti-MNCF. A atividade indutora da migração de neutrófilos por MNCF/RBL foi equivalente à exercida por MNCF/R, produzida por macrófagos de rato. A IgY específica detectou fortemente MNCF em mastócitos permeabilizados, havendo co-localização parcial com granulos citoplasmáticos. Neutrófilos estimulados por MNCF/RBL-2H3 foram também avaliados quanto à capacidade de induzir a produção de citocinas por neutrófilos e macrófagos. Transcritos para IL-12p40 e TNF-a foram quantificados por RT-PCR, e a concentração de IL12 foi mensurada por ELISA. MNCF/RBL e MNCF/R induziram maior expressão de IL-12p40 em neutrófilos do que a expressão induzida pelo estímulo com fMLP ou LPS. Além disso, MNCF induziu a transcrição de TNF-a em neutrófilos. Níveis significativos de IL-12p70 foram observados no sobrenadante de neutrófilos estimulados por MNCF. O burst oxidativo de neutrófilos, analisado por DCFHA, foi induzido por MNCF/R e MNCF/RBL. Macrófagos, quando estimulados por MNCF/R ou MNCF/RB, produziram ROS e altos níveis de TNF-a, IL12 e óxido nítrico. Assim, o presente trabalho levou à caracterização de mastócitos como células capazes de produzir MNCF e à ampliação do conjunto de atividades biológicas exercidas por essa lectina, através da demonstração de que as preparações de MNCF induzem neutrófilos humanos e macrófagos murinos a produzirem IL-12, TNF-a e espécies reativas do oxigênio. Quando agem sobre macrófagos murinos, as preparações de MNCF induzem, adicionalmente, a produção de óxido nítrico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.04.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200055156Pereira, Fernando Lourenço
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA, Fernando Lourenço; BARREIRA, Maria Cristina Roque Antunes. A lectina MNCF: produção por mastócitos e novas propriedades biológicas. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Pereira, F. L., & Barreira, M. C. R. A. (2010). A lectina MNCF: produção por mastócitos e novas propriedades biológicas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Pereira FL, Barreira MCRA. A lectina MNCF: produção por mastócitos e novas propriedades biológicas. 2010 ;
    • Vancouver

      Pereira FL, Barreira MCRA. A lectina MNCF: produção por mastócitos e novas propriedades biológicas. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: