Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Custo-efetividade da escovação dental supervisionada na prevenção da cárie dentária infantil (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PEDRO, PAULO FRAZÃO SÃO - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • Subjects: CÁRIE DENTÁRIA; PREVENÇÃO PRIMÁRIA; ESCOVAÇÃO DENTÁRIA; PLANOS E PROGRAMAS DE SAÚDE (AVALIAÇÃO); SAÚDE BUCAL
  • Language: Português
  • Abstract: Justificativa. A cárie dentária continua sendo um problema de saúde coletiva, dada sua alta prevalência e desigual distribuição na população infantil em que cerca de 90 por cento das lesões ocorrem nas superfícies mastigatórias dos molares permanentes particularmente durante os primeiros 36 meses após o irrompimento dentário, sendo que o tempo entre a erupção e a oclusão funcional parece ser um importante período para manutenção da integridade da superfície, razão pela qual é relevante investigar o irrompimento desses dentes. As superfícies lisas são mais beneficiadas pelo tratamento com fluoretos do que as cicatrículas e fissuras das superfícies oclusais. O selante de fóssulas e fissuras é um recurso de uso clínico indicado para esse fim, mas poucos serviços odontológicos em nosso pais o têm empregado de modo efetivo. Em vários municípios, a medida para enfrentar esse problema é a ação coletiva de escovação dental supervisionada com base na Tabela de Procedimentos financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a qual compreende atividades de orientação educativa e evidenciação de placa bacteriana seguida de escovação supervisionada com creme dental fluorado, realizadas trimestralmente por pessoal auxiliar odontológico. A atenção à saúde bucal tem sido definida como uma das áreas estratégicas da atenção básica à saúde (ABS) e a cobertura das ações coletivas é um indicador, entre outros, considerados no pacto da ABS. Estudos avaliativos de ações da ABS, incluindo a efetividade da escovação dental supervisionada em áreas fluoretadas são essenciais para subsidiar os gestores do SUS. Objetivos. O propósito desta pesquisa foi (1) estimar a ocorrência do irrompimento dos primeiros molares permanentes apurando-se a prevalência e incidência de dentes expostos segundo a coorte etária, e;(2) comparar a efetividade de um programa modificado de escovação dental supervisionada em relação ao programa convencional analisando-se o custo e o impacto presumível de sua aplicação no contexto das ações programáticas de saúde. Métodos. A pesquisa foi conduzida em seis unidades públicas de ensino infantil, localizadas em uma área fluoretada (0,7 mgF-L) de baixa renda, do Município de São Vicente, SP, Brasil. Para alcançar o objetivo (1) todas as crianças com cinco anos de idade foram examinadas e acompanhadas durante 18 meses. O tempo de irrompimento dos molares permanentes foi medido levando-se em consideração a idade dos sujeitos em cada semestre de seguimento e a soma de dentes com irrompimento parcial e total. Foi estimada a prevalência de sujeitos conforme o número de molares irrompidos. A taxa de incidência também foi apurada e os intervalos para 95 por cento de confiança foram comparados conforme o sexo estratificando­ se a população em seis coortes etárias <60,0; 60,0 a 65,9; 66,0 a 71,9; 72,0 a 77,9; 78,0 a 83,9; >83,9 meses, sendo que as diferenças de incidência foram estimadas por meio de análise de regressão de Poisson. Para atingir o objetivo (2) estudo avaliativo composto de dois componentes, operacional e epidemiológico, foi conduzido. O primeiro componente foi realizado por meio de análise administrativa utilizando os registros dos gastos com o custeio do programa envolvendo recursos humanos e materiais. Em relação ao segundo componente, foi realizado um ensaio controlado com examinadores e auxiliares mantidos sem a indicação das características diferenciais da intervenção nas unidades escolares. As unidades de estudo foram distribuídas aleatoriamente em dois grupos: unidades-controle e unidades-teste. Crianças com 5 anos que tinham pelo menos um molar permanente com a superfície oclusal irrompida e hígidaforam consideradas elegíveis. Nas unidades-controle, o programa convencional composto de atividade educativa com distribuição de escova e creme dental (1100 jlgF-g) numa frequência de 75 a 90 dias foi desenvolvido. Nas unidades-teste, além dessa atividade básica, as crianças elegíveis receberam escovação profissional nas superfícies oclusais desses dentes realizada por pessoal auxiliar especialmente treinado empregando-se a técnica de escovação vestíbulo-lingual num intervalo de 45 a 60 dias. As superfícies dos sujeitos do estudo foram examinadas semestralmente por um dentista calibrado (Valores de Kappa=0,94 e =0,96 antes do primeiro e do terceiro exame respectivamente). Para avaliar a incidência de lesões, foram adotados critérios simples de aplicabilidade, por meio de exame visual-táctil, em condições de saúde coletiva documentados na literatura científica. Taxas de prevalência e incidência foram apuradas com intervalos de 95 por cento de confiança. Para cada período de seguimento foi apurado o número de superfícies expostas e o tempo em meses de exposição desde o último exame. Em seguida foi calculado o produto correspondente ao número de superfícies-mês. A densidade de incidência correspondeu ao número de superfícies que apresentavam cárie de esmalte-dentina dividido pelo número total de superfícies-mês de exposição. Análise bivariada e multivariada foi efetuada empregando-se modelo de regressão de Poisson. Foi estimada a razão de densidade de incidência (ROI) adotando-se p<0,05 para rejeição da hipótese de nulidade. Resultados. As características do irrompimento foram analisadas em 609 crianças. Entre 66,0 e 71,9 meses e entre 72,0 e 77,9 meses, dois grupos etários que passam, com a ampliação do ensino fundamental, a ingressar no primeiro ano, verificou-se que a maioria das crianças tem pelo menos um molar permanenteirrompido, fato que pode justificar a necessidade da adoção de medidas de vigilância como o programa modificado de escovação dental supervisionada descrito neste estudo. Crianças com quatro molares irrompidos podem exigir medidas de proteção mais específica em relação à lesão de cárie oclusal. No grupo de 66,0 a 71,9 meses, de cada três crianças, pelo menos uma, apresentou os quatro primeiros molares permanentes irrompidos. No grupo de 72,0 a 77,9 meses, 69,1 por cento [IC95 por cento 59,8 - 78,3] das meninas e 50 por cento [IC95 por cento 39,8 - 60,2] dos meninos estavam nessa condição. Meninas e meninos apresentaram razão de taxas de incidência de irrompimento estatisticamente diferentes sendo a favor das meninas nas coortes etárias de 60,0 a 65,9 (RR=0,71 IC95 por cento 0,51-0,98) e de 66,0 a 71,9 (RR=0,75 IC95 por cento 0,57-0,98) meses e a favor dos meninos na coorte etária de 72,0 a 77,9 (RR=1,54 IC95 por cento 0,99-2,38) meses de idade. A densidade de incidência de lesões em esmalte-dentina foi analisada numa amostra de 284 crianças que atenderam aos critérios de elegibilidade (130 com um seguimento, 68 com dois e 86 com três seguimentos). Observou-se uma diferença de 21,6 lesões em cada mil crianças entre os grupos controle e teste no intervalo de 18 meses. A incidência foi cerca de 10 por cento maior nas crianças com pelo menos um dente atacado por cárie na dentição decídua (meninas RDI=1, 11 IC95 por cento 1,01-1,22 p=0,026; meninos RDI=1, 10 IC95 por cento 1,02-1,20 p=0,014). A intervenção teste produziu valores de incidência estatisticamente mais favoráveis nas crianças do sexo masculino, grupo com ataque de cárie mais elevado em comparação às meninas, independentemente da variação do ataque de cárie na dentição decídua e da idade. A densidade de incidência foi cerca de 50 por cento menor no grupo testeem relação ao grupo controle (RDI=0,48 IC95 por cento 0,27-0,87 p=0,016). O programa modificado custou 2,76 reais anuais por criança, resultando numa razão custo-efetividade marginal de 12,04 reais por lesão evitada, sendo o valor 3,5 vezes menor entre os meninos (3,44 reais). Dos gastos diretos, 60 por cento foram despesas com pessoal. Como o programa modificado aumentou a efetividade sem elevar demasiadamente seu custo, pode-se inferir que foi custo-efetivo. Conclusão. Considerando a curta duração do seguimento, a exposição de ambos os grupos a água e creme dental fluorados, e os resultados significativos obtidos entre os meninos, é lícito projetar um efeito relevante num período duas vezes maior (36 meses) num subgrupo populacional com experiência anterior de cárie reconhecida como de maior risco. Os resultados obtidos encorajam fortemente o prosseguimento de estudos nessa direção. O programa de escovação dental supervisionada modificado foi efetivo entre os meninos. Subsídios úteis para a avaliação e reorientação do programa de escovação dental supervisionada foram produzidos sugerindo uma redução significativa de cárie numa maior escala populacional o que pode representar substancial diminuição nas necessidades de tratamento odontológico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.11.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRAZÃO, Paulo. Custo-efetividade da escovação dental supervisionada na prevenção da cárie dentária infantil. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.
    • APA

      Frazão, P. (2009). Custo-efetividade da escovação dental supervisionada na prevenção da cárie dentária infantil. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Frazão P. Custo-efetividade da escovação dental supervisionada na prevenção da cárie dentária infantil. 2009 ;
    • Vancouver

      Frazão P. Custo-efetividade da escovação dental supervisionada na prevenção da cárie dentária infantil. 2009 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019