Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse pela dobutamina e adenosina associada à perfusão miocárdica em tempo real em pacientes com doença arterial coronariana suspeita ou confirmada (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALVES, ANGELE AZEVEDO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MCP
  • Subjects: CARDIOPATIAS; ECOCARDIOGRAFIA; CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA (MEDICAMENTOS); PROGNÓSTICO
  • Language: Português
  • Abstract: A ecocardiografia com perfusão miocárdica em tempo real (EPMTR) permite análise simultânea da contração segmentar miocárdica e análise qualitativa da perfusão miocárdica (PQL), além da quantificação da reserva de fluxo sanguíneo do miocárdio (FSM). A EPMTR quantitativa tem demonstrado melhorar a acurácia na detecção de doença arterial coronariana (DAC), todavia, seu valor prognóstico é desconhecido. Os objetivos deste estudo foram determinar o valor prognóstico das alterações transitórias da CSM e do FSM regional em pacientes com DAC suspeita ou confirmada e identificar dentre os parâmetros analisados qual o melhor preditor de eventos cardíacos. Estudamos 227 pacientes que se submeteram ECMTR sob estresse pela adenosina e 168 pela dobutamina, com sistema de baixo índice mecânico após infusão intravenosa de agente de contraste ecocardiográfico. A reserva de velocidade de repreenchimento () e um índice de fluxo sanguíneo do miocárdio (Anx) foram obtidos a partir da EPMTR quantitativa utilizando-se software Q-Lab. Reserva e reserva do FSM (Ax) foram determinadas como a razão entre os valores obtidos durante o estresse pela adenosina/dobutamina e o repouso. Eventos foram determinados como morte cardíaca, infarto do miocárdio não-fatal, angina instável (eventos maiores) e revascularização do miocárdio percutânea ou cirúrgica (eventos menores). Durante uma média de acompanhamento de 32 meses - adenosina e 34 meses - dobutamina (5 dias - 6,9 anos), 46 eventos ocorreram no grupo adenosina (2 mortes, 6 infartos do miocárdio não-fatais e 11 angina instável) e 38 eventos no grupo dobutamina (3 mortes, 3 infartos do miocárdio não-fatais e 11 angina instável). Pela curva Receiver Operator Characteristics (ROC). os valores de corte da reserva utilizados foram de 2,1 e 2,45 e da reserva de FSM foram de 2,26 e 2,78, para adenosina e dobutamina, respectivamente. (Continua)(Continuação) A CSM e a PQL foram preditores independentes de eventos totais, pela EPMTR sob estresse pela adenosina (RR,2,8; IC95%; p=0,003 e RR,4,3; IC95%; p<0,001, respectivamente), mas não para eventos maiores. Todavia, foram preditores independentes de eventos totais (RR,3,3; IC95%; p=0,002 e RR,6,7; IC95%; p<0,001, respectivamente) e maiores (RR,3,3; IC95%; p=0,024 e RR,3,7; IC95%; p=0,018, respectivamente) para EPMTR sob estresse pela dobutamina. Os parâmetros quantitativos, reserva e reserva Ax adicionaram valor prognóstico sobre as demais variáveis durante EPMTR pela adenosina para eventos totais (RR,16,5; IC95%, p<0,001 e RR,7,9; IC95%; p<0,001, respectivamente), sendo os únicos preditores de eventos maiores neste grupo (RR,8,7; IC95%; p=0,005 e RR,5,9; IC95%; p=0,023) quando anormais em 2 ou mais territórios coronarianos. Estes parâmetros adicionaram valor prognóstico sobre as demais variáveis durante EPMTR pela dobutamina (RR,23,7; IC95%; p<0,001 e RR,16; IC95%; p<0,001,respectivamente), todavia, somente a reserva , mas não a Ax, foi preditor de eventos maiores neste grupo (RR,21; IC95%; p=0,003) quando anormal em 2 ou mais territórios coronarianos. Concluimos que os parâmetros quantitativos do fluxo sanguíneo miocárdio obtidos pela EPMTR sob estresse pela adenosina e dobutamina fornecem informação prognóstica independente e adicional sobre a análise da CSM e análise qualitativa da perfusão miocárdica em pacientes com suspeita de DAC. Os parâmetros quantitativos, em particular a reserva pode prever pacientes com ainda pior prognóstico (os pacientes com reservas anormais em dois ou mais territórios coronarianos)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.08.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700068506W4.DB8 SP.USP FM-2 A477va 2010
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Angele Azevedo; MATHIAS JÚNIOR, Wilson. Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse pela dobutamina e adenosina associada à perfusão miocárdica em tempo real em pacientes com doença arterial coronariana suspeita ou confirmada. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-20092010-164302/ >.
    • APA

      Alves, A. A., & Mathias Júnior, W. (2010). Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse pela dobutamina e adenosina associada à perfusão miocárdica em tempo real em pacientes com doença arterial coronariana suspeita ou confirmada. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-20092010-164302/
    • NLM

      Alves AA, Mathias Júnior W. Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse pela dobutamina e adenosina associada à perfusão miocárdica em tempo real em pacientes com doença arterial coronariana suspeita ou confirmada [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-20092010-164302/
    • Vancouver

      Alves AA, Mathias Júnior W. Valor prognóstico da ecocardiografia sob estresse pela dobutamina e adenosina associada à perfusão miocárdica em tempo real em pacientes com doença arterial coronariana suspeita ou confirmada [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-20092010-164302/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: