Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sistemas de liberação contendo um complexo nitrosilo de rutênio como doador de NO para a terapia fotodinâmica tópica (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTANA, DANIELLE CRISTINE ALMEIDA SILVA DE - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: RUTÊNIO; ÓXIDO NÍTRICO; PERMEAÇÃO EM GEL; NANOPARTÍCULAS
  • Language: Português
  • Abstract: O NO é uma molécula endógena, envolvida em numerosos processos fisiológicos e patológicos. Diversas substâncias capazes de liberar NO in vivo têm sido estudadas, incluindo os complexos nitrosilo de rutênio, como o [Ru(terpy)(bdqi-COOH)NO]’(P’F IND.6’) IND.3’, capaz de liberar NO após fotoestímulo. Considerando que as funções específicas do NO dependem de sua localização e cinética de liberação, e que a sua aplicação tópica pode evitar possíveis efeitos colaterais, o objetivo deste trabalho foi estudar a absorção cutânea passiva e iontoforética do complexo [Ru(bdqi-COOH)(terpy)(NO)]’(P’F IND.6’) IND.3’, assim como a do NO dele liberado. A atividade citotóxica do complexo também foi estudada em cultura de células tumorais A431 na presença e ausência de luz e de corrente elétrica. Foi desenvolvido e validado um método analítico para a quantificação do complexo de rutênio por CLAE e estudos de pré-formulação de solubilidade, coeficiente de partilha e estabilidade do complexo foram realizados antes dos estudos de penetração cutânea. O complexo de rutênio manteve-se estável em solução aquosa a temperatura ambiente até o período de 48h, mas instável em contato com a pele inteira, com a degradação de 61% após 8h. Em contato apenas com o estrato córneo (EC), no entanto, a degradação do complexo não foi considerada significativa após 4 h. A aplicação de uma corrente elétrica fraca a uma solução do complexo em pH fisiológico não alterou a estabilidade do mesmo, que não apresentou degradação significativa por 6h. Nos estudos de penetração passiva, observou-se por CLAE e por espectrometria de massas com fonte de plasma acoplado (ICP-MS) que o complexo foi capaz de penetrar o EC sem sofrer degradação, mas liderando parte do NO quando em contato com a epiderme viável. A aplicação da iontoforese aumentou significativamente a quantidadede rutênio na epiderme viável e solução receptora (6 e 15 vezes respectivamente), indicando maior penetração do complexo. O complexo Ru-NO assim como seu aquo complexo (formado após liberação do NO), não apresentaram citotoxicidade às células A431, na ausência de luz. A irradiação das células incubadas com o complexo, passivamente, em 377 e 532nm com diferentes doses também não acarretou morte celular significativa. No entanto, a aplicação de corrente elétrica constante (0,3mA ‘cmPOT.-2’) seguida de incubação por 4h com o complexo a morte celular de aproximadamente 50% das células A431 após irradiação em 377 nm com a dose de 10J ‘cm POT.-2’. Para atingir este mesmo resultado com a irradiação em 532nm foi necessário aumentar o tempo de incubação com o complexo para 24h. Conclui-se, resumidamente, que a corrente elétrica aumentou a entrada do complexo na pele e nas células, levando a liberação de maior quantidade de NO dentro delas, com consequente morte celular. A liberação do NO do complexo estudado ocorre não apenas por estímulo luminoso mas também por reações de oxi-redução quando em contato com a pele ou com a cultura de células estudadas. Sendo assim, propõe-se a encapsulação deste complexo em sistemas de liberação com o intuito de controlar a liberação do NO. Experimentos preliminares de nanopartículas contendo o complexo estão descritos no Apêndice 1 desta tese
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.06.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCFRP10600009629Santana, Danielle Cristine Almeida Silva de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTANA, Danielle Cristine Almeida Silva de; LOPEZ, Renata Fonseca Vianna. Sistemas de liberação contendo um complexo nitrosilo de rutênio como doador de NO para a terapia fotodinâmica tópica. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-17062010-123625/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Santana, D. C. A. S. de, & Lopez, R. F. V. (2010). Sistemas de liberação contendo um complexo nitrosilo de rutênio como doador de NO para a terapia fotodinâmica tópica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-17062010-123625/?&lang=pt-br
    • NLM

      Santana DCAS de, Lopez RFV. Sistemas de liberação contendo um complexo nitrosilo de rutênio como doador de NO para a terapia fotodinâmica tópica [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-17062010-123625/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Santana DCAS de, Lopez RFV. Sistemas de liberação contendo um complexo nitrosilo de rutênio como doador de NO para a terapia fotodinâmica tópica [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-17062010-123625/?&lang=pt-br