Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo ultraestrutural do nervo óptico de ratos Wistar após recuperação da anemia ferropriva (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MAMAN, ALINE SANTOS DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: ANEMIA FERROPRIVA; NUTRIÇÃO; NERVO ÓPTICO; MORFOLOGIA (ANATOMIA); MICROSCOPIA ELETRÔNICA
  • Language: Português
  • Abstract: Deficiência em ferro e um grande problema nutricional, atingindo em torno de 3 a 5 bilhões de pessoas. Um suprimento adequado de ferro e essencial para o desenvolvimento normal do sistema nervoso central, pois o ferro e um componente importante para a síntese de mielina. No presente trabalho, os efeitos da reposição do ferro, administrada desde o desmame no 22° dia pós-natal ate o 32° dia pós-natal, foram avaliados sobre o padrão de mielinizacão do nervo óptico de ratos alimentados com uma dieta deficiente em ferro durante todo o período de lactação. Os animais foram divididos em três grupos: Controle, Anêmico e Recuperado. No grupo controle as ratas-mãe receberam uma dieta com 35mg de ferro/Kg durante todo o período de amamentação e seus filhotes receberam a mesma dieta apos o desmame. As rata-mãe dos grupos anêmico e recuperado receberam uma dieta com 4mg de ferro/Kg durante a amamentação, mas apos o desmame, os filhotes do grupo anêmico permaneceram com uma ração deficiente em ferro (4mg de ferro/Kg) e os filhotes do grupo recuperado passaram a receber uma ração rica em ferro (35mg de ferro/Kg), ate o 32° dia pós-natal, quando o sangue foi colhido para avaliação dos seguintes parâmetros: concentração de hemoglobina e porcentagem de hematocrito. Ainda nesse dia. os animais de cada grupo foram profundamente anestesiados e perfundidos por via transcardiaca com uma solução de salina tamponada, seguida por uma mistura fixadora de paraformaldeido a 2% e glutaraldeido a 1% diluídos em tampão fosfato. Posteriormente, os nervos ópticos foram dissecados, refixados em tetroxido de ósmio, desidratados e incluidos em araldite®. Cortes transversais ultrafinos do nervo óptico foram obtidos para analise em microscopia eletrônica. Eletronmicrografias foram obtidas e digitalizadas para realizac3c de estudos qualitativos e quantitativos. O nível sérico de ferro nos ratos anêmicosfoi menor que nos grupos controle e recuperado. A analise qualitativa dos nervos ópticos de animais anêmicos e recuperados mostrou acentuada lesões da bainha de mielina com separação de suas lamelas, quando comparados ao grupo controle. O nervo óptico do grupo anêmico apresentou redução da densidade de fibras mielínicas, em comparação ao grupo controle. A razão entre os axônios grandes e pequenos das fibras mielínicas do nervo óptico no dia pós-natal (DPN) 32 evidenciou que os axônios do grupo controle apresentam maiores valores de área da mielina, área do axônio e área total da fibra, em comparação aos grupos anêmico e recuperado. O grupo controle mostrou também maior espessura da bainha de mielina, quando comparado aos grupos anêmico e recuperado. Alem disso, os resultados desta investigação concluem que o ferro e necessário para a manutenção da ultraestrutura do nervo óptico e, que as lesões morfológicas causadas pela deficiência em ferro não são facilmente revertidas pela reposição do ferro a dieta
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.05.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200055530Maman, Aline Santos de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAMAN, Aline Santos de; LACHAT, João-José. Estudo ultraestrutural do nervo óptico de ratos Wistar após recuperação da anemia ferropriva. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Maman, A. S. de, & Lachat, J. -J. (2010). Estudo ultraestrutural do nervo óptico de ratos Wistar após recuperação da anemia ferropriva. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Maman AS de, Lachat J-J. Estudo ultraestrutural do nervo óptico de ratos Wistar após recuperação da anemia ferropriva. 2010 ;
    • Vancouver

      Maman AS de, Lachat J-J. Estudo ultraestrutural do nervo óptico de ratos Wistar após recuperação da anemia ferropriva. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: