Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Evolução química de discos espirais: a via láctea e galáxias espirais próximas (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANUNCIATO, MONICA MIDORI MARCON UCHIDA - IAG
  • USP Schools: IAG
  • Subjects: GALÁXIA (VIA LÁCTEA); GALÁXIAS ESPIRAIS; EVOLUÇÃO ESTELAR; REGIÕES HII (ASTRONOMIA)
  • Language: Português
  • Abstract: A distribuição de abundâncias químicas e sua variação no espaço e tempo são importantes ferramentas para compreender a evolução química de discos de galáxias espirais. Em particular, o estudo dos modelos de evolução química pode aprimorar o nosso conhecimento sobre a formação e a evolução da galáxia e de outros sistemas estelares. Neste trabalho nós desenvolvemos um modelo de evolução química generalizado para discos espirais do universo local e estudamos a influência de uma threshold na densidade superficial de gás e diferentes eficiências na lei de formação estelar sobre o gradiente radial de abundâncias, distribuição de gás e taxa de formação estelar (SFR). Nós adotamos um modelo de evolução química onde o disco Galáctico se forma de dentro para fora através de um único episódio de infall, e testamos diversas thresholds e eficiências na SFR. O modelo foi dimensionado para as propriedades do disco de três galáxias do Grupo Local ( a Via Láctea, M31 e M33) e foram exploradas as suas dependências com a eficiência de formação estelar e a escala de tempo para a acreção do gás no disco. Usando este modelo modificado, fomos capazes de reproduzir os vínculos observacionais disponíveis na literatura para estas galáxias. O gradiente radial de abundâncias e a sua evolução temporal foram estudadas em detalhe. O valor atual do gradiente de abundâncias é mais sensível à threshold do que aos outros parâmetros, enquanto a sua evolução temporal depende da eficiência na SFR utilizada. A eficiência variável ao longo do raio galáctico é capaz de reproduzir a distribuição de gás nos discos de espirais com braços bem demarcados. A inclinação da distribuição da densidade superficial de massa em estrelas é diferente de acordo com a massa do disco devido às diferentes histórias de formação estelar. Discos mais massivos tendem a evoluir mais rapidamente (i.e., com umaformação estelar mais eficiente) que os menos massivos, sugerindo um downsizing na formação estelarpara galáxias espirais. a threshold e a eficiência na formação estelar possuem um papel importante na evolução química dos discos. Por exemplo, a eficiência que varia ao longo do raio da galáxia pode ser utilizada para regular a formação estelar. O gradiente radial de abundâncias pode achar ou inclinar com o passar do tempo dependendo da escolha deste parâmetro. Adicionalmente, apresentamos observações espectroscópicas de regiões HII em três galáxias espirais: IC0167, NGC1042 e NGC6907. Vários métodos normalmente aplicados para a derivação de abundâncias foram utilizados e os resultados obtidos foram comparados entre si. O gradiente radial de abundância do oxigênio para os três discos galácticos foi estimado e a existência de uma possível correlação entre o raio de corrotação e a mudança na inclinação do gradiente foi estudada.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.09.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IAG30200025321CD-ROM 784
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANUNCIATO, Monica Midori Marcon Uchida; COSTA, Roberto Dell'Aglio Dias da. Evolução química de discos espirais: a via láctea e galáxias espirais próximas. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.
    • APA

      Anunciato, M. M. M. U., & Costa, R. D. 'A. D. da. (2010). Evolução química de discos espirais: a via láctea e galáxias espirais próximas. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Anunciato MMMU, Costa RD'AD da. Evolução química de discos espirais: a via láctea e galáxias espirais próximas. 2010 ;
    • Vancouver

      Anunciato MMMU, Costa RD'AD da. Evolução química de discos espirais: a via láctea e galáxias espirais próximas. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: