Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da dinâmica da população de microrganismos em plantas de cana-de-açúcar IAC (93-3046) (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TOLEDO FILHO, SERGIO GIL DE - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: BACTÉRIAS; CANA-DE-AÇÚCAR (MICROBIOLOGIA); ENSILAGEM; FERMENTAÇÃO; FORRAGEM; LEVEDURAS; SILAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: O número das espécies microbianas presentes na forragem no ato da colheita é responsável pelo padrão de fermentação da silagem, sendo que o número de unidades formadoras de colônia (ufc) é alterado ao longo do ciclo da cultura e das condições ambientais, e esse fato, influencia fortemente a eficácia de aditivos utilizados no processo. Neste contexto, três experimentos foram conduzidos a fim de caracterizar a população microbiana em plantas de cana-de-açúcar. No primeiro experimento foi caracterizada a população microbiana em plantas de cana-de-açúcar por meio da técnica de plaqueamento. Os tratamentos impostos foram compostos por duas fontes de adubação (NPK e NPK associado a esteco bovino curtido 120kg de N/ha) da cana-de-açúcar colhidas manualmente com vista à quantificação do número de bactérias ácido láticas, leveduras e mofos, bem como relacionar suas freqüências de ocorrência com efeitos ambientais, fonte de fertilizante e estádio de maturação, com colheitas realizadas aos 10, 12, 14 e 18 meses, correspondendo aos meses de Março, Maio, Julho e Novembro de 2009, respectivamente. No segundo experimento foram avaliadas as variáveis biométricas, morfológicas, dinâmica de acúmulo de MS e dos nutrientes em cana-de-açúcar submetida às fontes de fertilização, descritas anteriormente. No terceiro experimento foi realizada avaliação química e bromatológica de cana-de-açúcar submetida à fontes de adubação. O experimento composto por blocos inteiramente casualizados sendo 6 blocos subdivididos em 2 parcelas. Os dados gerados foram analisados pelo procedimento Proc Mixed e Proc NLIN, do programa SAS. Não se observou efeito do tratamento sobre nunhuma variável avaliada. A produtividade média de massa verde variou entre 162 e 188 tMV/ha, podendo ser considerada elevada. O número de folhas verdes partiu de 9,5 aos 10 meses e atingiu cercade 10 aos 18, o que é esperado, uma vez que ao passar do tempo há aumento da biomassa das plantas. O mesmo se observo para folhas secas, partindo de cerca de zero folhas por planta até cerca de 3 folhas. O peso das folhas também foi crescente. O peso e comprimento do colmo aumentaram de Março para Maio, mas apartir de Maio e Julho esse crescimento foi estagnado, não aumentando significativamente devido à seca. Porém, apartir de Julho esse crescimento voltou a ocorrer com o aumento das chuvas. A cana-de-açúcar apresentou 10 oBrix aos 10 meses, 17oBrix aos 12 meses e 20obrix aos 20 meses. O índice de maturidade aumentou, saindo de 33,46 aos 10 meses e atingindo 88,5 aos 18 meses. Aos 12 meses a cana-de-açúcar apresentou teor de matéria seca de 24%, e aos 18 meses 28%. Os teores de FDN e FDA da planta inteira dimunuiu ao longo do tempo, dos 10 meses (61% e 38,4% de FDN e FDA, respectivamente) para os 12 meses e permanecendo constante até os 18 meses (55% e 35,6% de FDN e FDA, respctivamente). Foi observado que existe correlação positiva entre DIVMS e do oBrix,e a equação, DIVMS = 41,35 + oBrix ; com R2=0,73 e P<0,01 se estabelecendo como ferramenta importante para se estimar a DIVMS. Ao longo do tempo, a contagem de bactérias ácido láticas e de leveduras foi crescente. De forma geral, todas as frações da planta apresentaram contagem numericamente semelhante, partindo de cerca de 4log ufc/gMV aos 10 meses e atingindo cerca de 5,5 log ufc/gMV aos 18 meses. Aos 10 meses a planta inteira de cana-de-açúcar apresentou contagem de leveduras de 4 log ufc/g MV permanecendo constante até os 18 meses, quando atingiu 5,7 log ufc/g MV. A fonte de adubação, quer seja química ou orgânica, não interfere na população de microrganismos, que entretanto, varia em função do período experimental e das condições climáticas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500117047t636.08552 T649a e.2 97647
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TOLEDO FILHO, Sérgio Gil de; NUSSIO, Luiz Gustavo. Avaliação da dinâmica da população de microrganismos em plantas de cana-de-açúcar IAC (93-3046). 2010.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-22102010-083440/ >.
    • APA

      Toledo Filho, S. G. de, & Nussio, L. G. (2010). Avaliação da dinâmica da população de microrganismos em plantas de cana-de-açúcar IAC (93-3046). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-22102010-083440/
    • NLM

      Toledo Filho SG de, Nussio LG. Avaliação da dinâmica da população de microrganismos em plantas de cana-de-açúcar IAC (93-3046) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-22102010-083440/
    • Vancouver

      Toledo Filho SG de, Nussio LG. Avaliação da dinâmica da população de microrganismos em plantas de cana-de-açúcar IAC (93-3046) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-22102010-083440/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: