Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sintomas obsessivo-compulsivos nas demências (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PENA, MARINA CERES SILVA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: DEMÊNCIA; SINTOMAS PSÍQUICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Demências são síndromes caracterizadas por um declínio cognitivo, usualmente acompanhado por sintomas comportamentais e psicológicos das demências (SCPD), destacando-se por sua alta prevalência, e alto custo socioeconômico. Da mesma maneira como ocorre com outros SCPD, é possível que os sintomas obsessivo-compulsivos (SOC) nas demências também levem a um maior desgaste do cuidador, maior morbidade, aumento do risco de institucionalização precoce do paciente e também aumento do custo. O objetivo desse estudo foi verificar a ocorrência de SOC em pacientes com demência, assim como observar as conseqüências dessa ocorrência no paciente e em seu cuidador em termos de sintomas psicológicos e comportamentais, incluindo ansiosos, depressivos, de carga e de qualidade de vida. Para tal foi realizado um estudo transversal analítico de uma casuistica de um ambulatório terciário composta por 84 pacientes com demência e 75 cuidadores. Os grupos demenciais incluiram a doença de Alzheimer (DA), demência vascular tipo Binswanger (DV), demência frontotemporal (DFT) e demências com sinucleinopatias (demência com corpos de Lewy ou demência da doença de Parkinson - DSin). Os dados foram coletados a partir da aplicação do questionário de informações pessoais do paciente e de seu cuidador; escala Yale-Brown de sintomas obsessivo-compulsivos (YBOCS), escala global de 15 pontos de obsessões e compulsões do instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos da América (NIMH-OC), inventário neuropsiquiátrico (INP), escala de qualidade de vida (EQV), inventário de sobrecarga de Zarit (ISZ), escala de ansiedade e depressão (HAD). Dos 84 pacientes incluídos no estudo, 55 (65,48%) apresentavam algum SOC segundo o YBOCS. A maioria caracterizada com sintomas leves segundo a NIMH-OC. Setenta e dois (85,71%) faziam uso de algum psicotrópico. Cinqüenta e sete (67,86%) possuíam alguma comorbidade.Setenta e cinco (89,29%) possuiam algum SCPD não-SOC segundo o INP. Dados referentes ao cuidadores apontaram escores medianos de qualidade de vida e carga. A maioria dos cuidadores apresentou sintomas ansiosos e depressivos leves a moderados. Para comparação das médias foi utilizado o teste de correlação de Spearman, onde valores de p < 0.05 foram considerados Dignificantes. Os resultados sugarem que SOC são frequentes nos quadros demenciais, apesar de subnotificados; a primeira parte do YBOCS mostrou-se aplicável na avaliação de pacientes com demência, porém com algumas adaptações. O uso de psicotrópicos pareceu não ter evitado a ocorrência, no entanto parece ter interferido positivamente nas conseqüências dele sobre o cuidador. Inibidores de acetilcolinesterase parecem ter o mesmo efeito, mesmo não sendo esta sua indicação primária
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200056508Pena, Marina Ceres Silva
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PENA, Marina Ceres Silva; VALE, Francisco de Assis Carvalho do. Sintomas obsessivo-compulsivos nas demências. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Pena, M. C. S., & Vale, F. de A. C. do. (2010). Sintomas obsessivo-compulsivos nas demências. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Pena MCS, Vale F de AC do. Sintomas obsessivo-compulsivos nas demências. 2010 ;
    • Vancouver

      Pena MCS, Vale F de AC do. Sintomas obsessivo-compulsivos nas demências. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: