Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação de risco ambiental em solos brasileiros de um herbicida em desenvolvimento para campos de cereais (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PINTO, OTAVIO BALDERRAMA - CENA
  • USP Schools: CENA
  • Subjects: ADMINISTRAÇÃO DE RISCO AMBIENTAL; MODELOS MATEMÁTICOS; PESTICIDAS; POLUIÇÃO AMBIENTAL; PROTEÇÃO DE PLANTAS
  • Language: Português
  • Abstract: Um novo herbicida da classe das sulfonamida-triazolopirimidinas do grupo dos herbicidas inibidores da síntese do acetolactato (ALS) encontra-se em desenvolvimento. Trata-se de um herbicida ionizável, com caráter ácido fraco (pKa = 4,67). Sua solubilidade em água depende do pH do meio, trata-se de uma molécula hidroliticamente estável, sendo bastante suscetível à fotodegradação em meio aquoso. A fotodegradação em solo não é significativa. Neste estudo, avaliaram-se os potenciais de sorção, lixiviação e dissipação deste herbicida em quatro solos brasileiros: Gleissolo Melânico Alumínico típico (GMa), Latossolo Vermelho Distroférrico típico (LVdf), Neossolo Quartzarênico órtico típico (RQ) e Argissolo Vermelho eutroférrico chernossólico (PV). No estudo de sorção, as isotermas foram ajustadas através do modelo de Freundlich e os valores dos coeficientes de sorção (Kd) variaram de 0,5 a 22,4 mL g-1 indicando um potencial de sorção baixo a moderado. No estudo de mobilidade, nenhuma radioatividade foi observada nos lixiviados coletados até 48 horas nos solos GMa, LVdf e PV, no solo RQ detectou-se 2 % do aplicado. Os resultados de mobilidade comparativos sugerem que o herbicida seja classificado como moderadamente móvel pelo critério do Fator de Mobilidade Relativa (FMR) em todos os solos estudados. No estudo de dissipação, a taxa de transformação do herbicida em condições aeróbicas além da natureza e taxa de formação e declínio de produtos de transformação do herbicida foramacessados. Um modelo exponencial de primeira ordem foi utilizado para ajustar a dissipação do herbicida nos solos. A meia-vida do herbicida foi de 22, 15, 110 e 39 nos solos GMa, LVdf, RQ e PV, respectivamente. Uma avaliação de risco ambiental inicial do herbicida foi acessada pelo uso do método dos quocientes (RQ risk quotient), sendo risco = exposição/efeito. A exposição é representada pela Concentração Ambiental Esperada (CAE) e foi avaliada nos compartimentos ambientais solo, águas superficiais e águas subterrâneas. Os cálculos de CAE foram obtidos por avaliação de cenários simples do tipo pior caso nos diferentes compartimentos e pelo emprego dos modelos matemáticos GENEEC e SCIGROW para águas superficiais e subterrâneas, respectivamente. Na estimativa do efeito, usou-se os valores limite (endponts, exemplos: EC50, NOEC) disponíveis para diferentes organismos representantes dos diferentes compartimentos ambientais estudados. O resultado do quociente exposição/efeito foi comparado com os níveis de preocupação (LOC level of concern) empregados pelo EPA para avaliação do potencial risco do uso deste herbicida para os diferentes organismos representativos dos diferentes compartimentos ambientais estudados. Assumindo o pior cenário (menor valor de Kd e maior valor de DT50), as estimativas das CAEs foram baixas e iguais a 0,024 mg kg-1 no solo, a 0,0008 mg L-1 na água superficial e a 0,04 'mü' L-1 na água subterrânea. Os valores de RQ obtidos (< 1 e inferiores aosrespectivos LOCs) indicaram baixo potencial de risco do uso deste herbicida para os diferentes organismos, representativos dos diversos compartimentos ambientais estudados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.09.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CENA12800006977Referência e.2 11274
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PINTO, Otavio Balderrama; REGITANO, Jussara Borges. Avaliação de risco ambiental em solos brasileiros de um herbicida em desenvolvimento para campos de cereais. 2010.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-16122010-103537 >.
    • APA

      Pinto, O. B., & Regitano, J. B. (2010). Avaliação de risco ambiental em solos brasileiros de um herbicida em desenvolvimento para campos de cereais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-16122010-103537
    • NLM

      Pinto OB, Regitano JB. Avaliação de risco ambiental em solos brasileiros de um herbicida em desenvolvimento para campos de cereais [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-16122010-103537
    • Vancouver

      Pinto OB, Regitano JB. Avaliação de risco ambiental em solos brasileiros de um herbicida em desenvolvimento para campos de cereais [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64135/tde-16122010-103537

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: