Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Desinfecção de canais radiculares preparados por diferentes técnicas de instrumentação e regimes de irrigação (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NAKAMURA, VITOR CESAR - FO
  • USP Schools: FO
  • Subjects: CANAL RADICULAR; INSTRUMENTOS ODONTOLÓGICOS; ENDODONTIA; CANDIDA ALBICANS
  • Language: Português
  • Abstract: O intuito do presente trabalho foi avaliar in vitro a desinfecção de canais radiculares de pré-molares inferiores humanos, variando a técnica de preparo e os regimes de irrigação utilizados. Para isso, 85 espécimes foram padronizados em comprimento e diâmetro apical e, após o devido preparo, receberam contaminação com Enterococcus faecalis e Candida albicans por 28 dias. Os canais foram divididos em 8 grupos: G1 - instrumentação manual associada à irrigação com solução fisiológica; G2 - instrumentação manual associada à irrigação com NaOCl à 1,0%; G3 - instrumentação manual associada à irrigação com NaOCl à 1,0% e AC à 15%; G4 - instrumentação manual associada à irrigação com NaOCl à 5,25%; G5 - instrumentação rotatória associada à irrigação com solução fisiológica; G6 - instrumentação rotatória associada à irrigação com NaOCl à 1,0%; G7 - instrumentação rotatória associada à irrigação com NaOCl à 1,0% e AC à 15%; G8 - instrumentação rotatória associada à irrigação com NaOCl à 5,25%. O grupo controle negativo foi composto por 5 dentes preenchidos com meio de cultura esterilizado. Todos os canais dos grupos experimentais foram preparados até instrumentos com diâmetro final de 0,50mm. Coletas microbianas foram realizada antes e após o PQC, com auxílio de pontas de papel esterilizadas. Raspas de dentina foram coletadas após o PQC com o intuito de verificar a ocorrência de MOs no interior dos túbulos dentinários. Não houve diferença estatística entre as técnicas deinstrumentação, quanto à diminuição microbiana no interior dos canais. Quanto aos regimes de irrigação, o soro fisiológico produziu os piores resultados, seguido pelo NaOCl à 1,0%. Já quando acompanhado pelo AC, a desinfecção alcançada não demonstrou diferença estatística quanto aos grupos irrigados com NaOCl à 5,25%
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.09.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500013008T4.472
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NAKAMURA, Vitor Cesar; GAVINI, Giulio. Desinfecção de canais radiculares preparados por diferentes técnicas de instrumentação e regimes de irrigação. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23145/tde-09112010-110834/ >.
    • APA

      Nakamura, V. C., & Gavini, G. (2010). Desinfecção de canais radiculares preparados por diferentes técnicas de instrumentação e regimes de irrigação. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23145/tde-09112010-110834/
    • NLM

      Nakamura VC, Gavini G. Desinfecção de canais radiculares preparados por diferentes técnicas de instrumentação e regimes de irrigação [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23145/tde-09112010-110834/
    • Vancouver

      Nakamura VC, Gavini G. Desinfecção de canais radiculares preparados por diferentes técnicas de instrumentação e regimes de irrigação [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23145/tde-09112010-110834/