Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O trabalho como fator determinante da defasagem escolar dos meninos no Brasil: mito ou realidade (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ARTES, AMELIA CRISTINA ABREU - FE
  • USP Schools: FE
  • Sigla do Departamento: EDA
  • Subjects: RELAÇÕES DE GÊNERO; SEXO; ADOLESCENTES (EDUCAÇÃO); CRIANÇAS (EDUCAÇÃO); TRABALHO
  • Language: Português
  • Abstract: De acordo com relatórios publicados por renomadas agências multilaterais, as meninas devem ocupar um lugar prioritário nos investimentos educacionais com vistas à igualdade de gênero no mundo. Contudo, estudos brasileiros indicam que, no país, os meninos apresentam os piores indicadores educacionais. Esta tese parte da constatação e análise da incompatibilidade destas informações. As meninas apresentam piores indicadores de ingresso (matrícula) nas regiões mais pobres do mundo, em que o acesso à escola ainda é restrito para ambos os sexos. Esta situação está também estreitamente ligada a fatores culturais e étnicos. Porém em regiões em que o acesso é praticamente universalizado, caso do Brasil, os indicadores de percurso (defasagem idade-série, anos de escolaridade, etc.) apresentam um pior resultado para os meninos. Na literatura a respeito da temática, quando se ressaltam os piores indicadores para os meninos a principal justificativa aventada é a necessidade de trabalhar para gerar renda, mais presente no universo masculino. Esta tese tem por objetivo avaliar a influência do trabalho nas trajetórias escolares de meninos e meninas. A partir dos microdados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio PNAD 2006, desenvolve-se uma modelagem estatística visando explicar a defasagem idade - anos de estudo (faixa etária de 10 a 14 anos) a partir da variável sexo e considerando o fator trabalho como variável de controle. Outros fatores como: cor (branco ou negro);regionalização do país (diferenciado por IDH alto, médio ou baixo) e afazeres domésticos, atividade mais presente no universo feminino, foram considerados no modelo. Os resultados indicam que o trabalho prejudica o percurso escolar de forma mais intensa para os meninos e os afazeres domésticos de forma mais sutil para as meninas, com resultados piores para os negros de ambos os sexos. As análises permitem concluir que o trabalho não pode ser considerado o principal responsável pela maior defasagem entre idade e anos de estudo dos rapazes de 10 a 14 anos no Brasil, pois de cada dez meninos apenas um trabalha e cinco estão defasados. Assim, para se compreender os diferentes percursos escolares de meninos e meninas é preciso investigar outros fatores, especialmente os internos ao funcionamento das escolas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.11.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FE2050007967637.04 A786t
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ARTES, Amelia Cristina Abreu; CARVALHO, Marilia Pinto de. O trabalho como fator determinante da defasagem escolar dos meninos no Brasil: mito ou realidade. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-26012011-140206/ >.
    • APA

      Artes, A. C. A., & Carvalho, M. P. de. (2009). O trabalho como fator determinante da defasagem escolar dos meninos no Brasil: mito ou realidade. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-26012011-140206/
    • NLM

      Artes ACA, Carvalho MP de. O trabalho como fator determinante da defasagem escolar dos meninos no Brasil: mito ou realidade [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-26012011-140206/
    • Vancouver

      Artes ACA, Carvalho MP de. O trabalho como fator determinante da defasagem escolar dos meninos no Brasil: mito ou realidade [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-26012011-140206/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: