Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Intervenção farmacológica na lesão renal aguda isquêmica em ratos: resposta funcional e histológica tempo dependente (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: WATANABE, MIRIAN - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Subjects: ISQUEMIA; INSUFICIÊNCIA RENAL; RIM (LESÕES)
  • Language: Português
  • Abstract: A gravidade da síndrome isquemia/reperfusão determina o prognóstico da lesão renal aguda (LRA). Agentes como o citrato de sildenafil (Sil) e a N-acetilcisteína (NAC) tem demonstrado efeito renoprotetor na LRA isquêmica com resultados ainda inconclusivos. Esse estudo investigou o efeito do Sil e da NAC na LRA com diferentes tempos de isquemia. Foram utilizados grupos de ratos Wistar, adultos e machos: SHAM; Isquemia 30 min (clampeamento dos pedículos renais por 30 min); Isquemia 30 + Sil (Sil 0,25 mg/kg 60 min antes da isquemia renal); Isquemia 30 + NAC (NAC 150 mg/kg antes e após a isquemia renal); Isquemia 45 (clampeamento dos pedículos renais por 45 min); Isquemia 45 + Sil e Isquemia 45 + NAC. Foram avaliadas a função renal (clearance de creatinina e fração de excreção de sódio-FENa); a lesão oxidativa (peróxidos urinários; substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico - TBARS; óxido nítrico - NO e tióis no tecido renal); a síntese protéica da óxido nítrico sintase induzível iNOS e da heme oxigenase-1 HO-1 (western blotting) e análise histológica renal (área intersticial relativa - AIR e lesão tubulointersticial). Os grupos 30 min tratados com Sil e NAC demonstraram melhora da função renal, redução dos índices oxidantes e NO, ausência de iNOS e presença de HO-1. Nos grupos 45 min, o Sil manteve a função renal, porém demonstrou proteção tubular e oxidante; a NAC não demonstrou efeito protetor em nenhum dos parâmetros avaliados. Quanto à histologia, apenas o Sil induziuredução da AIR e da lesão tubulointersticial nos tempos 30 e 45 min. O estudo confirmou que as características funcionais e histológicas induzidas pelo tempo de isquemia na LRA determinam as respostas às manobras farmacológicas de prevenção. A expressão HO-1 pode ser considerada um mediador de proteção renal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.01.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      WATANABE, Mirian; VATTIMO, Maria de Fatima Fernandes. Intervenção farmacológica na lesão renal aguda isquêmica em ratos: resposta funcional e histológica tempo dependente. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-25022011-103234/ >.
    • APA

      Watanabe, M., & Vattimo, M. de F. F. (2011). Intervenção farmacológica na lesão renal aguda isquêmica em ratos: resposta funcional e histológica tempo dependente. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-25022011-103234/
    • NLM

      Watanabe M, Vattimo M de FF. Intervenção farmacológica na lesão renal aguda isquêmica em ratos: resposta funcional e histológica tempo dependente [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-25022011-103234/
    • Vancouver

      Watanabe M, Vattimo M de FF. Intervenção farmacológica na lesão renal aguda isquêmica em ratos: resposta funcional e histológica tempo dependente [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-25022011-103234/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019