Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Lesão causada pela isquemia seguida de reperfusão em modelo experimental de transplante de intestino em porcos jovens: avaliação por meio de métodos histológicos, imunoistoquímicos e de biologia molecular (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PINHO-APEZZATO, MARIA LÚCIA DE - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: APOPTOSE; INTESTINO DELGADO (TRANSPLANTE); MODELOS ANIMAIS; ISQUEMIA; INTERLEUCINA 6; ENDOTELINAS
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O transplante de intestino (TI) estabeleceu-se como tratamento para pacientes com falência intestinal e complicações da nutrição parenteral. Entretanto, sepse continua sendo a principal causa de mortalidade. A lesão causada pela isquemia seguida de reperfusão (LIR) é apontada como um dos fatores de ruptura da barreira mucosa intestinal, com consequente translocação bacteriana e sepse, seja precocemente, por lesão epitelial direta, seja mais tardiamente pela sua associação com o desenvolvimento da rejeição celular aguda. Criou-se um modelo de TI em porcos jovens com a finalidade de estudar a LIR e seus efeitos no epitélio intestinal. MÉTODOS: Para a padronização do modelo, foram realizados 25 procedimentos, tendo sido testados os tamanhos dos animais, as soluções de preservação, o tipo de drenagem venosa, o tipo de reconstrução intestinal e o tempo de duração do experimento. Na pesquisa propriamente dita, 20 porcos jovens foram submetidos a TI ortotópico. Dois grupos foram determinados conforme o tempo de isquemia fria a que foi submetido o intestino: grupo 1 (n=12) 90 minutos (min) e grupo 2 (n=8) 180 min. O procedimento foi realizado sob técnica asséptica e as anastomoses vasculares realizadas entre a aorta do doador e a aorta infra-renal do receptor e a veia porta do doador e a veia cava inferior do receptor. O trânsito intestinal foi reconstruído através de anastomoses entre o jejuno proximal do doador e do receptor e o íleo terminal do doador e do receptor.A solução de preservação utilizada foi Euro Collins. Não foi administrada medicação imunossupressora, exceto pela metilprednisolona (20mg/kg) no momento da reperfusão. Fragmentos de intestino foram obtidos: (Continua)(Continuação) 1 no momento da laparotomia do doador, o fragmento basal, considerado controle, 2 30 min após a reperfusão e 3 3 dias após o transplante. Os fragmentos assim obtidos foram submetidos a: 1 análise histológica com coloração de hematoxilina-eosina (HE), 2 análise imunoistoquímica para a detecção de infiltração da mucosa por neutrófilos (marcados pelos grânulos ricos em mieloperoxidase MPO), 3 análise histoquímica para quantificação de células epiteliais em apoptose pelo método TUNEL, 4 análise da expressão dos genes da endotelina-1 (ET-1) e da interleucina-6 (IL-6), do gene antiapoptótico Bcl-XL e do gene pró-apoptótico Bak. A análise estatística foi realizada utilizando-se o teste de Mann-Whitney na comparação entre os grupos e, na análise da evolução temporal da LIR em cada grupo, o teste de Friedman seguido do teste post hoc de Dunn quando detectada diferença estatisticamente significante. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças entre os grupos quanto às alterações histológicas estudadas. O grau de infiltração da mucosa por neutrófilos elevou-se significantemente nos dois grupos 30 min após perfusão, tendo persistido elevado 3 dias após o TI somente no grupo 2. O número de células epiteliais em apoptose detectadas pelo método TUNEL sofreu incremento significante apenas no grupo 1, 3 dias após o procedimento. As duas citocinas estudadas, IL-6 e ET-1 mostraram elevação significante 30 minutos após a reperfusão, tendo retornado aos níveis basais 3 dias após a cirurgia em ambos os grupos. Detectou-se redução significante da expressão do Bcl-XL somente no grupo 1, 3 dias após o TI. CONCLUSÕES: As citocinas estudadas estão envolvidas no processo de LIR nas fases iniciais do TI. Ocorre diminuição da expressão de gene anti-apoptótico e aumento do número de células em processo de morte celular de maneira mais intensa no grupo submetido a menor tempo de isquemia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.02.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700095798W4.DB8 SP.USP FM-2 P724le 2010
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PINHO-APEZZATO, Maria Lúcia de; MAKSOUD FILHO, João Gilberto. Lesão causada pela isquemia seguida de reperfusão em modelo experimental de transplante de intestino em porcos jovens: avaliação por meio de métodos histológicos, imunoistoquímicos e de biologia molecular. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-24032011-144654/ >.
    • APA

      Pinho-Apezzato, M. L. de, & Maksoud Filho, J. G. (2011). Lesão causada pela isquemia seguida de reperfusão em modelo experimental de transplante de intestino em porcos jovens: avaliação por meio de métodos histológicos, imunoistoquímicos e de biologia molecular. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-24032011-144654/
    • NLM

      Pinho-Apezzato ML de, Maksoud Filho JG. Lesão causada pela isquemia seguida de reperfusão em modelo experimental de transplante de intestino em porcos jovens: avaliação por meio de métodos histológicos, imunoistoquímicos e de biologia molecular [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-24032011-144654/
    • Vancouver

      Pinho-Apezzato ML de, Maksoud Filho JG. Lesão causada pela isquemia seguida de reperfusão em modelo experimental de transplante de intestino em porcos jovens: avaliação por meio de métodos histológicos, imunoistoquímicos e de biologia molecular [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-24032011-144654/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: