Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo do sinal elétrico do potencial espontâneo associado ao fluxo de água em meios porosos (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, NILTON - IAG
  • USP Schools: IAG
  • Sigla do Departamento: AGG
  • Subjects: GEOFÍSICA APLICADA
  • Language: Português
  • Abstract: Tem crescido o interesse na inversão de anomalias de Potencial Espontâneo (PE) para se determinar a distribuição de fontes de corrente e obter informações quantitativas e qualitativas a respeito de processos dinâmicos em atividade no substrato geológico. Para anomalias interpretadas com base em modelos de geobateria, tal como na prospecção de corpos minerais condutivos e caracterização de sítios contaminados, a polaridade da distribuição de corrente é indicatica nas reações terminais anódico-catódicas e a intensidade da corrente é função da taxa destas reações. Tanto a intensidade quanto distribuição das fontes de corrente são importantes parâmetros para caracterizar a distribuição espacial dos sistemas envolvidos. Na caracterização do fluxo da água subterrânea, a polaridade de corrente indica pontos de infiltração/exudação ou interfaces com contrastes de propriedades físicas (hidráulicas e elétricas). Nesse problema, a intensidade de corrente pode ser associada com a velocidade de infiltração, novamente parâmetros importantes na avaliação hidrogeológica. Todavia, as expectativas atuais depositadas na inversão de dados de PE baseado em suas de fontes de correntes depende profundamente da confiabilidade nas quais a polaridade e a intensidade da distribuição de corrente podem ser determinadas, considerando a incerteza do problema inverso que se coloca e o nível de ruído observado em dados de campo. Contudo, não encontramos nenhum protocolo na literatura especializada que se adapatasse aos estudos que a abordagem teoria desenvolvida exigia, assim construímos um aparato e uma metodologia experimental adequada. Como um dos resultados traçamos um procedimento que pode ser aplicado em condições de campo (se poços estiverem disponíveis) para calibrar os parâmetros de inversão de dados para melhor mapear uma distribuição das correntes. Além disso, os experimentos em (Continuação)(Continua) tanque permitiram investigar a possibilidade de se utilizar as fontes de corrente geradas pelo fluxo hidráulico e fontes de corrente artificiais controladas para se recuperar parâmetros físicos do substrato percolado. Esta possibilidade é recorrente na literatura especializada, mas foi sugerida de forma explícita apenas recentemente (2007). A esta possibilidade, aqui experimentada, denominamos "Imageamento Hidrogeoelétrico".
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.02.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IAG30200025725CD-ROM 830
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Nilton; MENDONÇA, Carlos Alberto. Estudo do sinal elétrico do potencial espontâneo associado ao fluxo de água em meios porosos. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.
    • APA

      Silva, N., & Mendonça, C. A. (2011). Estudo do sinal elétrico do potencial espontâneo associado ao fluxo de água em meios porosos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva N, Mendonça CA. Estudo do sinal elétrico do potencial espontâneo associado ao fluxo de água em meios porosos. 2011 ;
    • Vancouver

      Silva N, Mendonça CA. Estudo do sinal elétrico do potencial espontâneo associado ao fluxo de água em meios porosos. 2011 ;