Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência do pólen sobre o desenvolvimento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MODRO, ANNA FRIDA HATSUE - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: ABELHAS; COLMEIAS; COLÔNIAS DE ANIMAIS; NUTRIÇÃO; PÓLEN (QUALIDADE;PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS)
  • Language: Português
  • Abstract: O conhecimento da qualidade do pólen apícola e a sua influência sobre o desenvolvimento de colônias pode contribuir, principalmente, para a melhoria da atividade apícola e para o controle de qualidade do pólen comercializado para o consumo animal e humano. O presente trabalho objetivou caracterizar o pólen quanto a origem botânica, determinar parâmetros físicoquímicos e, relacionar com o desenvolvimento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.), medido pelo tamanho da área ocupada com pólen, mel e cria dentro da colméia (cm²) e a assimetria flutuante das asas de abelhas operárias. O experimento de campo foi realizado no apiário do Departamento de Entomologia e Acarologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz em Piracicaba, SP, onde foram instaladas cinco colméias de A. mellifera com um coletor de pólen tipo frontal. As coletas foram realizadas nas quatro estações climáticas do ano: outono (02/abr. a 28/maio/2008), inverno (09/jul. a 03/set./2008), primavera (07/out. a 02/dez./2008) e verão (09/jan. a 06/mar./2009). O local de instalação do apiário apresenta domínio de vegetação de Floresta Estacional Semidecidual (Mata Atlântica), porém com amplas áreas antropizadas, onde existem cultivos agrícolas e canteiros ornamentais com árvores e ervas. Ao longo do ano foram encontrados 81 tipos polínicos nas cargas de pólen interceptadas, pertencentes a 32 famílias botânicas. Pão de abelhas apresentou 86 tipos polínicos, pertencentes a 34 famílias botânicas, sendo Fabaceae, Asteraceae e Malvaceae as famílias com maior freqüência de tipos polínicos ( 5 tipos polínicos) e, Myrtaceae, a família com alta freqüência de grãos de pólen. As médias anuais de matéria seca (67,41%), proteína bruta (27,02%), extrato etéreo (3,66%), matéria mineral (3,34%) e carboidratos totais (65,41%) de cargas e, matéria seca (78,80%) e proteínabruta (25,89%) de pão de abelhas estão de acordo com o regulamento técnico para comercialização do pólen no Brasil. A composição polínica apresentou relação com os valores de matéria seca (Piper sp. e Vernonia polyanthes), proteína bruta (Eucalyptus sp., Fabaceae tipo 2 e Myrcia sp.), extrato etéreo (Astrocaryum sp., Parthenium sp. e V. polyanthes), matéria mineral (Myrcia sp.) e, com carboidratos totais (Parthenium sp. e V. polyanthes). Proteína bruta e extrato etéreo tenderam em se relacionar com indivíduos mais simétricos. A área ocupada dentro da colméia esteve relacionada com a quantidade de pólen coletado, riqueza e equitabilidade da composição polínica (n=45; p-valor<0,05). Com base nos resultados obtidos, conclui-se que, as famílias botânicas Fabaceae, Asteraceae, Malvaceae e Myrtaceae são as mais importantes fontes poliníferas em Piracicaba. A origem botânica do pólen apícola tem efeito sobre a sua qualidade físico-química. Os valores de proteína bruta, extrato etéreo, quantidade de pólen coletado, riqueza e equitabilidade da composição polínica influenciam positivamente o desenvolvimento de colônias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.03.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500118518t638.12 M692i e.2 99070
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MODRO, Anna Frida Hatsue; MARCHINI, Luis Carlos. Influência do pólen sobre o desenvolvimento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.). 2011.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-18042011-170743/ >.
    • APA

      Modro, A. F. H., & Marchini, L. C. (2011). Influência do pólen sobre o desenvolvimento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-18042011-170743/
    • NLM

      Modro AFH, Marchini LC. Influência do pólen sobre o desenvolvimento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-18042011-170743/
    • Vancouver

      Modro AFH, Marchini LC. Influência do pólen sobre o desenvolvimento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-18042011-170743/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: