Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caracterização da produtividade florestal e dos padrões de crescimento de Pinus taeda L. no sul do Brasil através de análise de tronco (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MUNHOZ, JULIANA SOARES BIRUEL - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: AGROCLIMATOLOGIA; CRESCIMENTO VEGETAL; DENDROMETRIA; DENSITOMETRIA DE RAIOS X; ENERGIA DE BIOMASSA; PINHEIRO; PRODUTIVIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: Visando caracterizar a dinâmica de crescimento do Pinus taeda no sul do Brasil, este estudo teve os seguintes objetivos: i) determinar os principais fatores edafo-climáticos e do povoamento associados à ampla variação de produtividade da espécie; e ii) caracterizar padrões de crescimento e uniformidade, do plantio até 9 anos em diferentes regiões edafoclimáticas. Para isso, foram selecionadas 24 parcelas sem desbaste (700m²), com aproximadamente 1450 árvores ha-1, entre 8 a 10 anos de idade, do projeto PPPIB (Produtividade Potencial do Pinus no Brasil), as quais estão localizadas em Jaguariaíva-PR, Ponta Grossa-PR, Rio Negrinho-SC e Três Barras-SC. O clima destas regiões é temperado úmido, com precipitação média anual de 1477mm, com temperaturas máxima, média e mínima de 24,3ºC, 17,9ºC e 12,7ºC. Todas as variáveis biométricas foram determinadas através do banco de dados de inventário (2006-2009), dados de cubagem, análise de tronco (discos), de anéis de crescimento (baguetas) e massa específica aparente (densitometria de raios-X). Coletaram-se solos (0-20cm) nas parcelas de inventário, e obtiveram-se os dados climáticos de estações meteorológicas locais. Através das análises de disco determinaram-se os índices de sítio (idade base 10 anos), e através da bagueta e densitometria de raios-X, estimaramse o padrão de crescimento de todas as parcelas em volume (m³ha-1) e matéria seca (Mgha-1) e seus Incrementos Médios Anuais e Correntes Anuais até o 9º ano. A uniformidade foi avaliada através do coeficiente de variação de volume das árvores dentro das parcelas (CVV) e da percentagem de biomassa em 50% das árvores mais finas (PB50), dos 2 aos 9 anos. As regiões apresentaram grande variação das propriedades físico-químicas do solo, como profundidade (30-140cm), teor de matéria orgânica (23 a 65g dm-3), teor de argila (20 a 85%)quantidade de N (500 a 5300kg ha- 1), e quantidade de P (9 a 84kg ha-1). Aos 9 anos de idade todas parcelas não haviam culminado seu crescimento, e o incremento médio anual com casca (IMAc9), o estoque de biomassa do lenho e índice de sítio de idade base 10 (IS10) variaram de 15 a 35m³ ha-1 ano-1, de 55 a 130Mg ha-1, e 12 a 19m, respectivamente, com maiores valores em Três Barras. Esta caracterização não era possível de ser detectada antes do 6º ano, mostrando que as decisões silviculturais ou genéticas precoces em Pinus precisam ser cuidadosamente consideradas. A produtividade (IMA) foi positivamente relacionada com o IS10, e ambos estiveram relacionados com os maiores teores de matéria orgânica do solo, quantidade de nitrogênio disponível e menores médias de temperatura mínima e déficit hídrico. As florestas mais produtivas se mostraram também mais uniformes (menores CVV e maiores PB50), mas confundidas com material genético superior. Assim, o estudo corrobora o papel dos nutrientes, solos de boa drenagem, e condição climática amena e com baixo déficit hídrico na explicação da elevada produtividade do P.taeda no sul do Brasil, comparativamente a sua região de origem. Baseado nestes resultados, estudos de fertilização, material genético e uso rotineiro de análise do tronco, associado à densitometria de raios-X, podem ser recomendados para o P. taeda
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.04.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500118493t634.9751 M966c e.2 99074
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MUNHOZ, Juliana Soares Biruel; STAPE, Jose Luiz. Caracterização da produtividade florestal e dos padrões de crescimento de Pinus taeda L. no sul do Brasil através de análise de tronco. 2011.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-28042011-162045/ >.
    • APA

      Munhoz, J. S. B., & Stape, J. L. (2011). Caracterização da produtividade florestal e dos padrões de crescimento de Pinus taeda L. no sul do Brasil através de análise de tronco. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-28042011-162045/
    • NLM

      Munhoz JSB, Stape JL. Caracterização da produtividade florestal e dos padrões de crescimento de Pinus taeda L. no sul do Brasil através de análise de tronco [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-28042011-162045/
    • Vancouver

      Munhoz JSB, Stape JL. Caracterização da produtividade florestal e dos padrões de crescimento de Pinus taeda L. no sul do Brasil através de análise de tronco [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-28042011-162045/