Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Remoção de desreguladores endócrinos por fotocatálise heterogênea e ozonização (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUZA, FRANCISCO GLAUCIO CAVALCANTE DE - EESC
  • USP Schools: EESC
  • Subjects: OZÔNIO (TRATAMENTO); ÁGUA POTÁVEL; TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS; CATALISADORES
  • Language: Português
  • Abstract: Desreguladores endócrinos são compostos que podem alterar o sistema endócrino dos indivíduos, bem como sua fertilidade e por em risco a saúde dos mesmos. Muitas questões relacionadas a esses compostos ainda não foram elucidadas, apesar de serem muito estudados recentemente. Diversas pesquisas têm sido feitas investigando-se o emprego de processos oxidativos avançados na degradação dos desreguladores endócrinos em águas naturais e residuárias. O presente trabalho teve como objetivo estudar a remoção do hormônio 17’beta’-estradiol em soluções aquosas por oxidação química. A pesquisa foi dividida em duas etapas, sendo que a primeira etapa consistiu na investigação do uso de brometo de prata/dióxido de titânio (‘AG’BR’/’TI’O IND.2’) como catalisador no processo de fotocatálise com luz visível. Para isso, foram avaliadas a influência da concentração de ‘AG’BR’/’TI’O IND.2’ (0,020; 0,025; 0,050; 0,070 e 0,100 g/L) e a intensidade de luz visível incidente (6,6 x ’10 POT.5’ e 1,3 x ’10 POT.6’ Ix) na eficiência de degradação do 17’beta’-estradiol. Na segunda etapa avaliou-se o emprego de ozônio na degradação de 17’beta’-estradiol em soluções aquosas, variando-se as dosagens de ozônio (1,7; 3,3, 5,0 e 7,5 mg ‘0 IND.3’/L) aplicadas e o pH (3; 5; 7; 9 e 11) das amostras. Na primeira etapa, os resultados demonstram que E2 foi bastante sensível aos processos oxidativos empregados. A fotocatálise foi eficiente para oxidar 17’beta’-estradiol, demandando tempo de exposição pequeno, em torno de 4 minutos para obtenção de remoção da ordem de 98%, quando aplicada concentração de ‘AG’BR’/’TI’O IND.2’ de 0,100 g/L e a intensidade de luz visível incidente de 1,3 x ’10 POT.6’ Ix. Na segunda etapa, observou-se que o aumento do pH promoveu maior rapidez nadegradação do E2 e o aumento da massa de ozônio aplicada promoveu maior eficiência de degradação do 17’beta’-estradiol
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.06.2009
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EESC31100115326TESE 7845
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Francisco Glaucio Cavalcante de; DANIEL, Luiz Antonio. Remoção de desreguladores endócrinos por fotocatálise heterogênea e ozonização. 2009.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-11052011-093441/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Souza, F. G. C. de, & Daniel, L. A. (2009). Remoção de desreguladores endócrinos por fotocatálise heterogênea e ozonização. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-11052011-093441/?&lang=pt-br
    • NLM

      Souza FGC de, Daniel LA. Remoção de desreguladores endócrinos por fotocatálise heterogênea e ozonização [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-11052011-093441/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Souza FGC de, Daniel LA. Remoção de desreguladores endócrinos por fotocatálise heterogênea e ozonização [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-11052011-093441/?&lang=pt-br