Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

De áreas degradadas a espaços vegetados: potencialidades de áreas vazias, abandonadas e subutilizadas como parte da infra-estrutura verde urbana (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANCHES, PATRÍCIA MARA - FAU
  • USP Schools: FAU
  • Sigla do Departamento: AUP
  • Subjects: PAISAGEM URBANA; PLANEJAMENTO AMBIENTAL; REABILITAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS; ESPAÇOS VERDES
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho propõe uma nova estratégia de planejamento da paisagem urbana para aquisição de novas áreas verdes, através da recuperação e restauração de áreas degradadas, isto é, locais vazios, abandonados e subutilizados. A urgência de intervenção e revitalização de áreas degradadas tem sido foco de preocupação nos grandes centros urbanos, tanto em países desenvolvidos, como nos emergentes, uma vez que são áreas disfuncionais no tecido urbano. O estado de abandono e desinteresse leva a depreciação do entorno e facilita o uso destes espaços à criminalidade e atividades ilícitas. A transformação das áreas degradadas em áreas verdes visa transformar o problema em oportunidade, partindo do princípio de que as áreas vegetadas devam cumprir funções infra-estruturais, ou seja, ser componente de uma paisagem de alta performance, contribuindo para a criação ou ampliação da infra-estrutura verde urbana. O estudo de caso para aplicação desta nova estratégia foi parte da cidade de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, Brasil, cujas diminutas áreas verdes urbanas acessíveis à comunidade são cada vez mais escassas, ao mesmo tempo em que há diversas áreas vazias e abandonadas, muitas em processo de regeneração natural, e que são alvos do mercado imobiliário para residências, serviços e comércio. (continua)(continuação) A partir desta temática, uma série de questões foi lançada: Quais áreas degradadas têm potencial para serem convertidas em áreas verdes? Quais são os critérios para avaliação deste potencial? Qual é o papel e o tipo de uso da área verde: mais ambiental ou social? Essas perguntas nortearam o desenvolvimento da pesquisa em busca de uma metodologia de planejamento paisagístico para aquisição de novas áreas verdes aplicada na cidade de São Bernardo do Campo. Assim, foi desenvolvida uma ferramenta de avaliação, que se utilizou do sistema de informação geográfico, e está pautada nos princípios de infra-estrutura verde, de forma a responder às questões ecológicas, de drenagem das águas, de mobilidade, e as questões sociais relacionadas à comunidade. Os resultados mostraram que 40% das áreas amostrais avaliadas apresentaram potencial alto de conversão em áreas verdes, outros 40%, potencial médio e 20% restante, potencial baixo, apontando um cenário favorável para a maioria das áreas degradadas. Quanto ao seu uso vocacional, 50% apresentam potencial de uso predominantemente social, 20% ambiental e 30% social e ambiental. A classificação por tipo de uso das áreas verdes (social ou ambiental) é um dado importante, uma vez que demonstra quais áreas com potencial médio não devam ser descartadas, pois tem um valor social importante. Os resultados têm por finalidade auxiliar nas tomadas de decisão preliminar do planejamento urbano ambiental, oferecendo subsídios aos profissionais da área na proposição criteriosa de novas áreas verdes urbanas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.04.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FAUPG20300014988043:711.4.01 S211d
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANCHES, Patrícia Mara; PELLEGRINO, Paulo Renato Mesquita. De áreas degradadas a espaços vegetados: potencialidades de áreas vazias, abandonadas e subutilizadas como parte da infra-estrutura verde urbana. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16135/tde-05122011-100405/pt-br.php >.
    • APA

      Sanches, P. M., & Pellegrino, P. R. M. (2011). De áreas degradadas a espaços vegetados: potencialidades de áreas vazias, abandonadas e subutilizadas como parte da infra-estrutura verde urbana. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16135/tde-05122011-100405/pt-br.php
    • NLM

      Sanches PM, Pellegrino PRM. De áreas degradadas a espaços vegetados: potencialidades de áreas vazias, abandonadas e subutilizadas como parte da infra-estrutura verde urbana [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16135/tde-05122011-100405/pt-br.php
    • Vancouver

      Sanches PM, Pellegrino PRM. De áreas degradadas a espaços vegetados: potencialidades de áreas vazias, abandonadas e subutilizadas como parte da infra-estrutura verde urbana [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16135/tde-05122011-100405/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: