Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo Doppler das artérias ilíacas comuns, ducto venoso e veia cava inferior em fetos saudáveis entre 22ª e a 38ª semanas gestacionais (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GALLARRETA, FRANCISCO MAXIMILIANO PANCICH - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: ARTÉRIA ILÍACA; ULTRASSONOGRAFIA DOPPLER; VEIA CAVA; FETO
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: O objetivo deste estudo foi descrever múltiplos parâmetros ultra-som Doppler das artérias ilíacas (AI), do dueto venoso (DV) e da veia cava inferior (VCI) em fetos saudáveis entre a 22ªa e a 38ª semanas gestacionais. Desenho do estudo: Neste estudo prospectivo observacional, exames de ecografia Doppler foram realizados em 45 fetos saudáveis na 22ª, 26ª, 34ª e 38ª semanas gestacionais. O tempo de aceleração, o pico de velocidade sistólica, a velocidade diastólica final, o índice de resistência e o índice de pulsatilidade das AI e a velocidade venosa máxima, velocidade venosa mínima (onda a), índice de pulsatilidade venoso e tempo de aceleração venoso (TAV - definido como o tempo entre o mínimo e o máximo de velocidade venosa) foram avaliados para o DV e para a VCI, nos períodos de gestação. Resultados: Nas AIs, o tempo de aceleração não variou de maneira significante ao longo do período estudado. O pico de velocidade sistólica elevou-se significantemente de 79,70 cm/s na 22ª semana para 101,5 cm/s na 38ª semana, com um pico de 106,2 na 34ª semana, enquanto a velocidade diastólica final de modo similar aumentou de 17,23 cm/s na 22ª semana para 27,39 cm/s na 38ª semana, com um pico de 30,11 na 34ª semana. De modo oposto, índice de resistência decresceu significantemente de 0,78 na 22ª semana para 0,73 na 38ª semana, com um nadir de 0,72 na 34ª semana e o índice de pulsatilidade comportouse de modo semelhante decrescendo significantemente de 1,39 na 22ª semana para 1,38 na 38ª semana, com um nadir de 1,26 na 34ª semana. O tempo de aceleração venoso aumentou de maneira significaste. No DV de 0,130 s na 22ª para 0,133 na 38ª semana e na VCI de 0,127 s na 22ª para 0,134 na 38ª semana. O pico de velocidade sistólica do DV aumentou significantemente de 85,31 cm/s na 22ª semana para 94,48 cm/s na 38ª semana, com um pico de 99,07 cm/s na 34ª semana, enquanto que na VCI aumentou progressivamentede 35,53 cm/s na 22ª semana para 54,28 cm/s na 38ª semana. A velocidade venosa mínima no DV aumentou significantemente de 41,04 cm/s na 22ª semana para 51,49 cm/s na 38ª semana, com um pico de 52,48 cm/s na 34ª semana, enquanto na VCI não houve variação significaste. O índice de pulsatilidade venoso do DV não variou significantemente tendo valores de 0,64 na 22ª semana e 0,59 na 38ª semana, enquanto que na VCI decresceu significantemente de 2,61 na 22ª semana para 2,20 na 38ª semana. Conclusões: Houve aumento das velocidades nos três territórios ao longo da segunda metade da gestação, exceto a velocidade venosa mínima na VCI. Os índices de resistência decresceram nos três territórios estudados com exceção do índice de pulsatilidade do DV. O tempo de aceleração não variou significantemente nas artérias ilíacas e aumentou significantemente nos territórios venosos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.01.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200056834Gallarreta, Francisco Maximiliano Pancich
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GALLARRETA, Francisco Maximiliano Pancich; MAUAD FILHO, Francisco. Estudo Doppler das artérias ilíacas comuns, ducto venoso e veia cava inferior em fetos saudáveis entre 22ª e a 38ª semanas gestacionais. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Gallarreta, F. M. P., & Mauad Filho, F. (2011). Estudo Doppler das artérias ilíacas comuns, ducto venoso e veia cava inferior em fetos saudáveis entre 22ª e a 38ª semanas gestacionais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Gallarreta FMP, Mauad Filho F. Estudo Doppler das artérias ilíacas comuns, ducto venoso e veia cava inferior em fetos saudáveis entre 22ª e a 38ª semanas gestacionais. 2011 ;
    • Vancouver

      Gallarreta FMP, Mauad Filho F. Estudo Doppler das artérias ilíacas comuns, ducto venoso e veia cava inferior em fetos saudáveis entre 22ª e a 38ª semanas gestacionais. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: