Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Pemeabilidade intestinal e estado nutricional em pacientes com neoplasias hematológicas tratados com quimioterapia (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUZA, NILIAN CARLA SILVA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: QUIMIOTERAPIA; NEOPLASIAS; ESTRESSE OXIDATIVO; VITAMINAS; ANTIOXIDANTES
  • Language: Português
  • Abstract: A quimioterapia apresenta efeitos colaterais prejudiciais ao trato digestivo e ao estado nutricional. Acredita-se que existam conexões entre a quimioterapia, o estresse oxidativo e os danos à mucosa intestinal. Um dos testes utilizados na verificação da permeabilidade intestinal é o de dosagem de açúcares não metabolizáveis, como o manitol e a lactulose. Este trabalho tem como objetivo avaliar a permeabilidade intestinal e o estado nutricional em indivíduos com neoplasias hematológicas durante um ciclo de quimioterapia. Avaliaram-se as medidas de permeabilidade intestinal (coleta de toda a urina antes e 5 horas após a ingestão, em jejum, de 150 mi de solução de manitol, 2,0 g, e lactulose, 7,5g) e a mucosite (grau dos sintomas e sinais gastrintestinais apresentados) no período anterior e após ciclo de quimioterapia. As variáveis dietéticas (registros alimentares) e antropométricas (relação peso/‘altura POT. 2’, circunferências e pregas cutâneas), os dados de composição corporal (bioimpedância elétrica) e os exames bioquímicos (albumina, alfa tocoferol, ácido ascórbico, beta caroteno e ácido fálico séricos) também foram analisados. A razão laculose/manitol (UM) aumentou em decorrência da maior absorção de lactulose. O consumo calórico e de macronutrientes apresentou diminuição decorrente da presença de sintomas gastrintestinais como perda de apetite, náusea, vômitos, alteração do paladar e disfagia. O consumo de micronutrientes foi inadequado em ambos os períodos (antes e durante o ciclo de quimioterapia). A qualidade da dieta apresentou piora durante o ciclo de quimioterapia. A maioria dos indivíduos (68,2%) apresentou perda de peso e 27,3% ganharam peso nos primeiros meses de tratamento quimioterápico. No momento do estudo, 45,0% dos indivíduos eram eutróficos, 32,0% apresentavam sobrepeso e 23,0% risco nutricional ou baixo peso. Durante o ciclo de quimioterapia avaliado, nãoocorreram modificações nas medidas antropométricas. Apenas o angulo de fase apresentou queda possivelmente causada pela diminuição da massa celular corporal e redistribuição de fluidos. Houve diminuição nos níveis do alfa tocoferol, sendo que a concentração de alfa tocoferol já se encontrava abaixo dos valores de referência no período basal. Os níveis do ácido ascórbico e do ácido fálico foram inferiores aos do grupo de indivíduos saudáveis no período basal e após ciclo de quimioterapia. Os valores de beta caroteno foram inferiores aos dos indivíduos saudáveis após o ciclo de quimioterapia. A razão L/M apresentou relação inversa com o angulo de fase e o IMC, e estava diretamente associada à presença de náusea. Além disso, o delta da razão L/M pós - quimioterapia foi inversamente associado ao IMC após 30 dias do ciclo de quimioterapia. O aporte insuficiente de vitaminas e a diminuição dos níveis plasmáticos de vitaminas antioxidantes são fatores adicionais na geração de radicais livres além de trazer prejuízos à renovação da mucosa intestinal (ácido fólico). Estes fatores, somados ao aumento do estresse oxidativo e às alterações ocorridas na permeabilidade intestinal (via paracelular), podem comprometer o estado nutricional de forma continua neste período critico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2010

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200056820Souza, Nilian Carla Silva
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Nilian Carla Silva; CHIARELLO, Paula Garcia. Pemeabilidade intestinal e estado nutricional em pacientes com neoplasias hematológicas tratados com quimioterapia. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Souza, N. C. S., & Chiarello, P. G. (2010). Pemeabilidade intestinal e estado nutricional em pacientes com neoplasias hematológicas tratados com quimioterapia. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Souza NCS, Chiarello PG. Pemeabilidade intestinal e estado nutricional em pacientes com neoplasias hematológicas tratados com quimioterapia. 2010 ;
    • Vancouver

      Souza NCS, Chiarello PG. Pemeabilidade intestinal e estado nutricional em pacientes com neoplasias hematológicas tratados com quimioterapia. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: