Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Correlação entre grau de psicopatia, nível de julgamento moral e resposta psicofisiológica em jovens infratores (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARROS, DANIEL MARTINS DE - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MPS
  • Subjects: DESENVOLVIMENTO MORAL; PERSONALIDADE ANTISSOCIAL; PSICOFISIOLOGIA; DELINQUÊNCIA JUVENIL
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A psicopatia sempre foi associada a comportamentos imorais e frieza emocional, além de risco de reincidência criminal. Embora a frieza dos psicopatas seja bem estabelecida, não há consenso sobre o nível de discernimento moral desses indivíduos, existindo teorias propondo que eles não apresentam desenvolvimento moral adequado enquanto outras propõem que o que lhes falta é querer agir, não saber discernir o certo do errado. Já quando analisamos a relação entre essas três variáveis, psicopatia, imoralidade e frieza, os dados são ainda mais díspares, não existindo consenso sobre a necessidade ou não da presença de emoções para o amadurecimento moral. O estudo de sujeitos infratores encarcerados é interessante nesse contexto, uma vez que permite o controle de variáveis de confusão envolvidas nessa inter-relação, como influências ambientais, vivência criminal, grau de psicopatia, uso de drogas e QI. Em se tratando de jovens infratores, há ainda a vantagem de se estudar uma amostra homogênea quanto à idade. Objetivos: Verificar se existe correlação entre os níveis de maturidade moral e os graus de frieza emocional e de psicopatia, tomando por base uma população de jovens em medida sócio-educativa de internação na Fundação Casa. Adicionalmente, verificar a capacidade de previsão de reincidência da tradução brasileira do PCL-R. Esperou-se correlação inversa significante entre o escore da Psychopathy Checklist Revised (PCL-R) e reatividade autonômica e nível de julgamento moral. Quanto a estas duas últimas variáveis, estabelecemos como hipótese a independência entre ambas. Acreditamos ainda que infratores reincidentes iriam diferir de primários no grau de psicopatia. Métodos: Trinta jovens em medida sócio-educativa foram submetidos a avaliação: a) do grau de psicopatia com a escala PCL-R, separando fator 1 (ligado às relações interpessoais e frieza) (Continua)(Continuação) e fator 2 (ligado a estilo de vida criminal, comportamentos antissociais); b) do nível de maturidade moral com o Socio-moral Objective Measure (SROM-SF); c) da frieza emocional, refletida na resposta psicofisiológica aferida pela atividade elétrica da pele (AEP) diante de estímulos visuais eliciadores de respostas afetivas provenientes do International Affective Picture System (IAPS). Resultados: Encontrou-se relação direta entre o fator 1 do PCL-R e a latência de resposta autonômica (teste de Spearman, p<0,005), e entre o fator 2 e o maior controle vagal (teste de Spearman, p<0,005). Não houve correlação entre a maturidade moral e o nível de psicopatia (teste de Spearman, p>0,05) ou frieza emocional (teste de Spearman, p>0,05). Os escores no PCL-R diferenciaram as populações de reincidentes e primários (teste t, p=0,0006). Conclusões: Conforme previsto, houve relação significativa entre o grau de psicopatia e a frieza emocional psicofisiologicamente aferida pela AEP. Além disso, a previsão de independência entre AEP e julgamento moral também se confirmou. Diferentemente da hipótese inicial, o grau de psicopatia não apresentou correlação com o nível de julgamento moral. Adicionalmente, verificou-se que a tradução brasileira do PCL-R demonstrou consistência ao prever a reincidência criminal na amostra estudada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.05.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700098210W4.DB8 SP.USP FM-2 B276co 2011
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS, Daniel Martins de; BUSATTO FILHO, Geraldo. Correlação entre grau de psicopatia, nível de julgamento moral e resposta psicofisiológica em jovens infratores. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-26052011-144316/ >.
    • APA

      Barros, D. M. de, & Busatto Filho, G. (2011). Correlação entre grau de psicopatia, nível de julgamento moral e resposta psicofisiológica em jovens infratores. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-26052011-144316/
    • NLM

      Barros DM de, Busatto Filho G. Correlação entre grau de psicopatia, nível de julgamento moral e resposta psicofisiológica em jovens infratores [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-26052011-144316/
    • Vancouver

      Barros DM de, Busatto Filho G. Correlação entre grau de psicopatia, nível de julgamento moral e resposta psicofisiológica em jovens infratores [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-26052011-144316/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: