Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Acetilcolinesterase imobilizada em capilares de sílica fundida: novo formato para triagem de inibidores seletivos (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, JOYCE IZIDORO DA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: ACETILCOLINA; IMOBILIZAÇÃO; INIBIDORES DE ENZIMAS; DOENÇA DE ALZHEIMER
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho descreve o desenvolvimento de biorreatores capilares com a enzima acetilcolinesterase (AChE) covalentemente imobilizada sobre as paredes internas de capilares de sílica fundida utilizando como espaçador o agente homobifuncional glutaraldeído. Os biorreatores desenvolvidos foram acoplados num sistema de cromatografia de alta eficiência com detecção UV - vis. O efeito da imobilização sobre o comportamento da enzima com relação a parâmetros como valor de pH Étimo, estabilidade em diferentes tampões, estabilidade em solventes orgânicos e estudos cinéticos foi avaliado e comparado com a enzima na sua forma livre. Os valores de ‘K IND. M’ obtidas evidenciaram que o método de imobilização covalente embora tenha afetado a afinidade pelo substrato não comprometeu a aplicação dos biorreatores obtidos na triagem de ligantes. Além disso, para o biorreator preparado com a enzima acetilcolinesterase de peixe elétrico (Electrophorus electricus) houve um expressivo aumento da estabilidade da enzima imobilizada com retenção de 78% da atividade enzimática inicial por 12 meses. Também foram preparados biorreatores com a enzima acetilcolinesterase de eritrócitos humanos, que no entanto apresentou estabilidade por menor período de tempo, aproximadamente 60 dias. Para ambos biorreatores o método foi validado para aplicação no estudo de inibição e determinação da potência inibitória (‘IC IND. 50’) de inibidores padrões da enzima acetilcolinesterase, além da avaliação de coleções de compostos derivados das classes de cumarinas e alcalóides e extratos naturais. Os resultados mostraram que os biorreatores desenvolvidos além de representar uma ótima alternativa para a preservar a atividade enzimática, podem ser utilizados na triagem automatizada de ligantes sejam sintéticos ou naturais com maior precisão e reprodutibilidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800042263Silva, Joyce Izidoro da
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Joyce Izidoro da; CARDOSO, Carmen Lúcia. Acetilcolinesterase imobilizada em capilares de sílica fundida: novo formato para triagem de inibidores seletivos. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Silva, J. I. da, & Cardoso, C. L. (2011). Acetilcolinesterase imobilizada em capilares de sílica fundida: novo formato para triagem de inibidores seletivos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Silva JI da, Cardoso CL. Acetilcolinesterase imobilizada em capilares de sílica fundida: novo formato para triagem de inibidores seletivos. 2011 ;
    • Vancouver

      Silva JI da, Cardoso CL. Acetilcolinesterase imobilizada em capilares de sílica fundida: novo formato para triagem de inibidores seletivos. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: