Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Aplicabilidade, eficácia e repercussões clínicas do CPAP nasal profilático em recém-nascidos pré-termo, com peso de nascimento de 500 a 1750 gramas, nascidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERRI, WALUSA ASSAD GONÇALVES - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: BEBÊ PREMATURO; RESPIRAÇÃO COM PRESSÃO POSITIVA; NEONATOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Avaliar a aplicabilidade, a eficácia e os problemas associados ao uso precoce do CPAP nasal, na sala de parto, e suas repercussões clínicas em recém-nascidos prematuros com peso de 500 e 1750g. Desenho do estudo: Estudo prospectivo e randomizado, realizado em Unidade de Neonatologia de hospital terciário universitário. Material e métodos: O consentimento escrito foi obtido antes do nascimento. Se a criança não apresentasse defeitos congênitos grosseiros e pesasse de 500g a 1750g, abria-se o envelope de randomização previamente preparado para cinco faixas de peso: de 500g a 750g, de 751 a 1000g, de 1001 a 1250g, de 1251 a 1500g e de 1501 a 1750g. Segundo a randomização as crianças eram submetidas a dois tratamentos; Rotina: Recepção segundo normas da Sociedade Brasileira de Pediatria ou CPAP: Recepção segundo normas da Sociedade Brasileira de Pediatria e até 15 minutos após o parto, era instalado o CPAP nasal, com 5 cm de pressão em coluna de água, por 72 horas. A análise foi feita por intenção de tratar. Resultados principais: Foram estudadas 200 crianças. As crianças alocadas nos grupos Rotina (99) e CPAP (101) não apresentaram diferença estatisticamente significativa quanto ao peso de nascimento, respectivamente (1171g vs 1185g), número de pequenas para a idade gestacional (23,2% vs 17,8%), sexo feminino (52,5% vs 41,6%) e Apgar de 1°. e 5° minutos. Os dois grupos também não apresentaram diferença estatisticamente significante quanto ao uso de corticosteróide antenatal (42% vs 49%), hipertensão (23% vs 27%), e infecções maternas (7,1% vs 9%). Houve necessidade de ventilação mecânica na primeira semana de vida em 58,6% crianças do grupo rotina e 58,4% crianças do grupo CPAP (p=1), quando aplicado o CPAP com um tempo mediano de 60 minutos para o grupo rotina e 9 minutos para o grupo CPAP. Foi administrado surfactante em 32,3 % crianças do grupo rotina e 36,3 % crianças do grupo CPAP (p=0,55).Não houve diferença em relação a ocorrência de infecção neonatal (54,5 %vs 52,5%), pneumotórax (9,1% vs 6,9%), pneumonia (39,4% vs 46,5%), hemorragia intracraniana (25,3% vs 27,2%), persistência do canal arterial (32,3% vs 31,7%), enterocolite necrosante (6,1% vs 2,9%), retinopatia (15,21% vs 17,8%), displasia broncopulmonar (27,3% vs 27,7%) e óbito (13,1% vs 15,8%) entre os grupos rotina e CPAP. A recuperação de peso com 10 dias de vida, inicio de alimentação enteral com 7 dias de vida e sucesso da amamentação foram semelhantes entre os grupos. Também não ocorreu diferença em relação aos aspectos neurodesenvolvimentais, avaliados com 6 meses e 1 ano de vida. Dentre as crianças com peso de 500 a 1000g, 68,1% necessitaram de intubação na sala de parto. Conclusão: O CPAP aplicado profilaticamente quando comparado com o aplicado na rotina com tempo mediano de 1 hora não foi capaz de reduzir a necessidade de assistência ventilatória e o uso de surfactante na primeira semana de vida. Não foi aplicável em prematuros com peso de 500 a 1000 gramas. A evolução clínica dos dois grupos foi semelhante, durante a internação e no primeiro ano de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.02.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRI, Walusa Assad Gonçalves; MARTINEZ, Franciso Eulógio. Aplicabilidade, eficácia e repercussões clínicas do CPAP nasal profilático em recém-nascidos pré-termo, com peso de nascimento de 500 a 1750 gramas, nascidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Ferri, W. A. G., & Martinez, F. E. (2011). Aplicabilidade, eficácia e repercussões clínicas do CPAP nasal profilático em recém-nascidos pré-termo, com peso de nascimento de 500 a 1750 gramas, nascidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferri WAG, Martinez FE. Aplicabilidade, eficácia e repercussões clínicas do CPAP nasal profilático em recém-nascidos pré-termo, com peso de nascimento de 500 a 1750 gramas, nascidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. 2011 ;
    • Vancouver

      Ferri WAG, Martinez FE. Aplicabilidade, eficácia e repercussões clínicas do CPAP nasal profilático em recém-nascidos pré-termo, com peso de nascimento de 500 a 1750 gramas, nascidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019