Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A frente e o verso da trama: grupos vivenciais junguianos com mulheres que cuidam, esperam e criam nas rodas de artesanato (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FABRETTI, LYDIANE REGINA PEREIRA - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: PSICOLOGIA JUNGUIANA; RELAÇÕES MÃE-CRIANÇA; DEFICIENTE FÍSICO; PROCESSOS INTERPESSOAIS E DE GRUPO; TERAPIA COM ARTES CRIATIVAS
  • Language: Português
  • Abstract: As rodas de artesanato são uma modalidade de atendimento psicológico baseada nos grupos vivenciais de orientação junguiana. Os aviamentos e outros materiais úteis para a prática artesanal são compreendidos como recursos expressivos, maleáveis e convidativos à imersão num clima psicológico de relaxamento, ludicidade, acolhimento, apaziguamento e partilha, propício à imaginação e transformação criativa. A interação das participantes com os recursos expressivos, com o grupo, com o contexto institucional e com sua realidade de vida mais ampla é compreendida como simbólica, comunicando algo sobre o self grupal. O estabelecimento de um enquadre terapêutico vivencial prioriza mais a convivência do grupo com os símbolos expressos, do que a interpretação verbal e a racionalização. Deste modo, as queixas, experiências, conflitos ou fantasias devem sobrepairar ao centro da roda, sendo respeitosa e democraticamente autenticadas como reais e relevantes. Nesta pesquisa, as rodas de artesanato foram formadas por mulheres que acompanhavam crianças e jovens com deficiências físicas em atividades numa escola de educação especial, inserida num centro de reabilitação física. Devido às especifidades do contexto, suas rotinas implicavam em aguardar o período de aulas no pátio, muitas vezes ociosas ou envoltas em conflitos interpessoais. Além disso, devido às limitações no desenvolvimento neuropsicomotor dos filhos, à sobrecarga de tarefas e ao excesso de recomendações terapêuticas e pedagógicas,muitas viviam a inflação da identificação do ego com a persona em sua faceta de cuidadora. As rodas de artesanato foram propostas a fim de ampliar o enfoque terapêutico interdisciplinar ainda influenciado pela perspectiva médico-científica, revelando-se uma proposta maleável e sensível à identificação das necessidades da população atendida e aberta para a constelação de símbolos naturalmente indicativos de caminhos terapêuticos. Entre março de 2009 e março de 2010, foram realizados encontros semanais de uma hora e meia de duração, sendo o conteúdo transcrito para posterior confecção de narrativas. A discussão dos resultados visou à interlocução com a comunidade científica entremeando autores junguianos e estudos publicados em áreas afins como historiografia, ciências sociais, metodologia da pesquisa qualitativa participante e práticas em reabilitação. Os processos vivenciados nas rodas de artesanto indicaram que o respeito às preferências, escolhas, modos e tempos de agir, incentivam a busca por maior autonomia e a integração de potencialidades e habilidades negligenciadas, processos tão preconizados na prática clínica junguiana como no âmbito da reabilitação física
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.03.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300028109T RC506 F123f e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FABRETTI, Lydiane Regina Pereira; FREITAS, Laura Villares de. A frente e o verso da trama: grupos vivenciais junguianos com mulheres que cuidam, esperam e criam nas rodas de artesanato. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-28042011-151414/ >.
    • APA

      Fabretti, L. R. P., & Freitas, L. V. de. (2011). A frente e o verso da trama: grupos vivenciais junguianos com mulheres que cuidam, esperam e criam nas rodas de artesanato. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-28042011-151414/
    • NLM

      Fabretti LRP, Freitas LV de. A frente e o verso da trama: grupos vivenciais junguianos com mulheres que cuidam, esperam e criam nas rodas de artesanato [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-28042011-151414/
    • Vancouver

      Fabretti LRP, Freitas LV de. A frente e o verso da trama: grupos vivenciais junguianos com mulheres que cuidam, esperam e criam nas rodas de artesanato [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-28042011-151414/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: