Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Por que aprender isso, professora? Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ASBAHR, FLáVIA DA SILVA FERREIRA - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: ATIVIDADE ESCOLAR; ENSINO FUNDAMENTAL; PSICOLOGIA CULTURAL (HISTÓRIA); PSICOLOGIA ESCOLAR; DESENVOLVIMENTO HUMANO
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desta pesquisa é investigar o processo de atribuição de sentido pessoal à atividade de estudo de estudantes do Ensino Fundamental. Tem-se, como referência teórica, a Psicologia Histórico-Cultural, que compreende o desenvolvimento humano a partir da periodização de atividades principais realizadas ao longo da vida. O foco de pesquisa é a atividade de estudo, atividade principal das crianças em idade escolar. O trabalho é composto por uma investigação bibliográfica conceitual, cujo produto são sínteses teóricas acerca do objeto estudado, e uma investigação empírica, realizada em uma escola pública municipal da cidade de São Paulo, com estudantes de 4a série. A pesquisa empírica divide-se em quatro momentos: 1º) Acompanhamento e observação do cotidiano de uma turma; 2º) Situações orientadas de aprendizagem, que consistem em ajuda aos estudantes em suas tarefas; 3º) Grupos focais com os estudantes para compreender os motivos de sua atividade de estudo; 4º) Entrevistas individuais com a professora e com algumas crianças. Para a análise de dados, utilizaram-se os seguintes procedimentos: 1) Descrição empírica, construída a partir das temáticas mais frequentes nos registros dos dados; 2) Descrição teórica, elaborada a partir de eixos de análise que revelam o movimento da atividade de estudo; 3) Estabelecimento da unidade de análise do objeto desta pesquisa: a relação entre os motivos da atividade de estudo e os fins das ações de estudo; 4) Retorno ao concreto, mediadopela unidade de análise. Finalmente, busca-se reconstruir o real e explicar o processo de atribuição de sentido pessoal à atividade de estudo. Analisam-se, assim, os limites de formação dessa atividade na atual organização do ensino e as contradições escolares que indicam, por outro lado, possibilidades de formação da atividade de estudo e de constituição de um sentido pessoal que seja condizente com as máximas possibilidades de humanização presentes na atividade em foco. Nesta perspectiva, analisa-se como a relação entre os motivos da atividade de estudo e as ações de estudo pode engendrar ações esvaziadas de sentido, que não permitem a formação desta atividade. Podem, entretanto, produzir ações geradoras de motivos de aprendizagem, em que o conhecimento deixa de ser meramente conteúdo escolar e torna-se conteúdo vivido pelo estudante. No primeiro caso, que denominamos de sentidos existentes, vê-se a ruptura entre os motivos e as ações de estudo. No segundo caso, apontam-se as contradições na organização da atividade pedagógica que indicam possibilidades de superação dessa fragmentação entre motivos e ações e entre significados e sentidos da atividade de estudo. Essas contradições indicam, assim, o processo de atribuição de sentidos possíveis, na direção da apropriação dos conhecimentos humanos específicos da atividade pedagógica. Ressalta-se o papel do professor nesse processo. Como resultado, defende-se a tese de que, para que a aprendizagem escolar ocorra, as ações deestudo dos estudantes devem ter um sentido pessoal correspondente aos motivos e aos significados sociais da atividade de estudo, no sentido da promoção do desenvolvimento humano. Propõe-se, como síntese, um conjunto de elementos teóricos explicativo do processo de atribuição de sentido pessoal à atividade de estudo em geral, explicitando aquilo que é preciso compreender para situar a atividade do professor como atividade humanizadora, de modo que sua mediação conduza à atividade de estudo do estudante por meio da atribuição de sentido pessoal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.03.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira; SOUZA, Marilene Proença Rebello de. Por que aprender isso, professora? Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-24032011-094830/ >.
    • APA

      Asbahr, F. da S. F., & Souza, M. P. R. de. (2011). Por que aprender isso, professora? Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-24032011-094830/
    • NLM

      Asbahr F da SF, Souza MPR de. Por que aprender isso, professora? Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-24032011-094830/
    • Vancouver

      Asbahr F da SF, Souza MPR de. Por que aprender isso, professora? Sentido pessoal e atividade de estudo na psicologia histórico-cultural [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-24032011-094830/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019